Sem propostas, São Paulo aguarda Lúcio para rescindir contrato

O São Paulo não recebeu propostas pelo zagueiro Lúcio e não espera receber até sábado, quando se encerra a janela europeia de transferências. Afastado há um mês do elenco após desentendimento com o técnico Paulo Autuori, o defensor de 35 anos tem treinado sozinho no CT da Barra Funda e é esperado pela diretoria do São Paulo para uma conversa para tentar firmar uma rescisão amigável até a próxima semana.

A diretoria do São Paulo não se queixa do comportamento do jogador após o afastamento. Relata que o atleta tem cumprido os horários afastado sem reclamar. Mesmo assim, prefere encerrar o vínculo com o jogador agora. Lúcio tem contrato até o fim de 2014 e, segundo dirigentes são-paulinos, teria de ser indenizado com apenas metade de seus vencimentos acumulados até o fim do acordo em caso de demissão.

Apesar da diretoria dizer que o contrato prevê a rescisão mais barata para o São Paulo, o departamento de futebol tentará antes uma rescisão amigável. Lúcio tem um dos maiores salários do elenco e teria de ser compensado em mais de R$ 3,5 milhões se fosse demitido – o valor é maior do que se esperava. A ideia é tentar convencê-lo a aceitar valor menor e deixar o clube com o discurso de “comum acordo”, o que deixaria o zagueiro menos exposto pelo fracasso no Morumbi.

Lúcio não deverá facilitar. Apesar de não ter propostas para sair, não quer deixar a capital paulista. Adaptou-se à vida na nova cidade, após 12 anos na Europa, e prefere treinar afastado e não jogar no São Paulo a se transferir para um mercado de menor expressão, como o asiático.

O zagueiro já fez dez jogos pelo Brasileirão e, por isso, não pode disputar o torneio por outro clube em 2013. A única opção viável seria o retorno para a Europa, que também não é encarada com otimismo pelo atleta.

O São Paulo se programa para conversar com o atleta no fim dessa semana, com o encerramento da janela europeia de transferências. O clube diz que aguarda um posicionamento do jogador para breve, mas irá convocar reunião caso não veja iniciativa até a próxima semana.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.