Sem plano B, São Paulo fala em contrato de 2 anos com Sabella

O presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, está otimista quanto à possibilidade de contratar o técnico Alejandro Sabella. E disse que quer um contrato de dois anos com o argentino.

Em Montevidéu, o dirigente tricolor enfatiza que não há desespero para firmar o acordo, pois o clube havia dado até o começo da próxima semana para o treinador decidir. Disse ainda que o clube não tem um plano B na manga, apesar dos interesses em Vanderlei Luxemburgo, do Flamengo, e Jorge Sampaoli, do Chile. Até Milton Cruz, hoje interino, pode substituir Muricy Ramalho, que saiu no último dia 6.

“A primeira opção do São Paulo é o Sabella, mas ele não deu resposta. Talvez venha até sexta, mas o mais provável é que seja até semana que vem”, destacou.

Uma boa notícia foi dada ao São Paulo por Sabella, de acordo com a agência argentina Télam. A publicação diz que o treinador recusou nesta quarta-feira convite para dirigir o Estudiantes, clube argentino que disputa a Libertadores.

Sabella pediu tempo ao São Paulo porque aguarda resposta do Manchester City. Caso não feche com o time inglês, o técnico treinará a equipe do Morumbi. Se acertar com o São Paulo, Sabella acrescentará muito ao elenco tricolor, diz Aidar.

“Estou bastante otimista. O Sabella tem um currículo muito bom, conhece o futebol brasileiro e o São Paulo. É um treinador moderno, que conhece o futebol do mundo”, disse o presidente do São Paulo.

À rádio Jovem Pan, o diretor de futebol do São Paulo, Ataíde Gil Guerreiro, reforçou que não haverá resposta imediata de Sabella .

“Até sexta-feira, não vai sair nada. Nada vai acontecer essa semana. Se até sexta-feira, ele não acertar com, ele me liga na segunda”.

“Na conversa que eu falei com ele, ele tem uma loucura de treinar qualquer time inglês. Ele é maluco por isso. Ele gostou muito do tempo da Inglaterra. E o objetivo de vida dele é o inglês”.

Sabella ainda não acertou salários com o São Paulo, mas já sinalizou que aceita ganhar cerca de R$ 400 mil mensais, valor inferior ao do ex-treinador.

O São Paulo se tranquilizou ao ouvir que não haverá entrave financeiro na negociação com Sabella. Essa era uma preocupação da diretoria, que ainda não conseguiu conversar sobre valores diretamente com o argentino. Apesar da notícia positiva, causa preocupação a falta de uma resposta definitiva nesta terça-feira.

Muricy Ramalho recebia R$ 500 mil mensais no São Paulo. Os cerca de R$ 400 mil para Sabella são menos também do que o clube gastaria com Vanderlei Luxemburgo e Abel Braga. Do estafe de Sabella, o clube do Morumbi ouviu que a pedida não estará fora deste patamar. Ainda é preciso, no entanto, falar sobre outros detalhes do contrato, como duração e modelo de rescisão.

“O ganho dele é inferior à média dos grandes treinadores brasileiros. Não acredito que teremos qualquer tipo de problema no acerto financeiro. O contrato é de dois anos para dar algum tipo de estabilidade”, comentou Aidar.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*