Sem Dagoberto, São Paulo testa sua dependência do artilheiro

O São Paulo entrará em campo no sábado, contra o Ceará, no Morumbi, sem Dagoberto. Esta será a quarta vez neste Campeonato Brasileiro em que o principal artilheiro do time ficará fora, já que no último domingo levou o terceiro amarelo diante do Grêmio.

Na temporada, o São Paulo tem melhores resultados quando o camisa 25 atua (veja os números abaixo). No entanto, a dependência do time neste Brasileirão está menor. Dos três jogos em que Dagol ficou fora, o Tricolor obteve duas vitórias (Ceará e Figueirense) e uma derrota (Botafogo).

Para resolver o problema na escalação, Adilson Batista começou a testar suas alternativas para o setor nesta quarta-feira. Em treino realizado no Morumbi, o treinador utilizou suas duas opções imediatas: Henrique e Willian. A dupla, campeã mundial sub-20 com a Seleção no mês passado, ainda não conseguiu repetir o mesmo futebol no clube.

Quem começou como titular foi Henrique, mas Willian entrou depois e atuou pelo mesmo tempo. Adilson ainda chegou a testar a equipe com os dois juntos por um período. Em certos momentos, Rivaldo encostava no ataque e chegava a quase ser um centroavante, função que já realizou em alguns jogos.

Apesar do tempo para treinar, Adilson Batista foi prejudicado com os desfalques importantes que estão com a Seleção Brasileira. Sem Rhodolfo, Casemiro, Cícero e Lucas, ele precisou armar o time com um jogador um a menos. A tendência é a de que os quatro sejam mantidos na equipe titular para sábado.

Juntos, Henrique (três), Willian (um) e Rivaldo (cinco) marcaram nove gols para o São Paulo. Só neste ano, Dagol já fez 20. Chegou a hora de os reservas aproveitarem a chance.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*