Seedorf “corneta” Paulo Henrique Ganso e crava: “não jogaria na Europa”

A boa fase de Paulo Henrique Ganso começa a empolgar torcedores do São Paulo, jornalistas e o técnico Muricy Ramalho, que já fez umas espécie de “lobby” pela presença do meia na seleção brasileira. No entanto, uma personalidade do esporte não parece muito encantada com o momento do camisa 8 tricolor. Durante participação no programa “Bem, Amigos” nesta segunda-feira, Clarence Seedorf, jogador do Botafogo, criticou a falta de velocidade no futebol de Ganso e afirmou que o atleta do clube paulista não teria espaço na Europa.

Na opinião do holandês, o a falta de movimentação e intensidade de Ganso comprometeria o seu sucesso no futebol europeu.

“Eu acho que o Ganso tem muito talento. Mas, para mim, anda um pouco devagar dentro do campo. E com esse ritmo, não vai dar na Europa. Com o talento que ele tem, se coloca um pouco mais de intensidade no jogo, com a condição que possui, aí sim será um jogador diferenciado”, afirmou.

Apesar da crítica, Seedorf fez questão em destacar o talento do são-paulino e disse que o camisa 8 tricolor sempre foi muito elogiado na Itália.

“Falo isso porque já são anos que a gente fala dele na Itália. Temos muita admiração pelo talento que ele tem. E acho que ele também está precisando sair daqui “, comentou.

Ganso e Seedorf se enfrentaram neste domingo, no empate por 1 a 1 entre São Paulo e Botafogo, no Morumbi. O meia do São Paulo quase fez um golaço no segundo tempo de jogo ao deixar a marcação para trás, dar uma caneta no botafoguense Julio Cesar e tocou de cavadinha na saída do goleiro Jefferson. No entanto, a bola bateu na trave e evitou o belo gol do camisa 8 tricolor.

 

Fonte: Uol

Um comentário em “Seedorf “corneta” Paulo Henrique Ganso e crava: “não jogaria na Europa”

  1. Até acho que o Ganso tem que se apurar nessa questão da velocidade para melhorar na marcação, mas acho a crítica um pouco forçada, pois além de não existir um padrão de meia definido na Europa, nem mesmo ele, Seedorf, foi um exemplo de meia velocista e mesmo assim se deu bem na Europa.
    De qualquer modo, o que dizer dos seus compatriotas e meias holandeses Sneijder e, principalmente, Arjen Robben? Eles são meias velocistas ou meias que privilegiam o toque de bola? Eles jogam em que planeta e em qual continente? Se deram mal na Europa?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*