São Paulo vê clima de eleição esquentar; conheça possíveis candidatos

Está cada vez mais quente o clima eleitoral no São Paulo, ainda que o pleito que vai definir o sucessor de Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, esteja previsto somente para o fim do ano, entre novembro e dezembro. O cenário atual divide a corrida pela presidência em apenas duas chapas, que apostam em estratégias e perfis diferentes para atrair votos de sócios e conselheiros.

Nenhum dos lados até agora confirmou um nome publicamente como candidato oficial. Mas nos bastidores do Morumbi já há uma certeza de que Julio Casares representará a situação. Ele era personagem forte nos tempos de Juvenal Juvêncio, como expoente da área de comunicação e marketing, e depois foi vice-presidente geral na gestão tumultuada de Carlos Miguel Aidar. Hoje, é executivo da Record TV.

Houve um momento, ainda em 2019, que grupos políticos cogitavam a criação de uma terceira via para a eleição e Casares poderia ser convidado para encabeçá-la. Na situação, o nome favorito seria o de Carlos Belmonte, que é jornalista e chegou a ter tudo certo para substituir Raí na diretoria de futebol neste ano.

Essa fragmentação, no entanto, perdeu força. Esses grupos que desejavam uma terceira via se alinharam à situação e entenderam que poderiam ser mais fortes juntos, diante de um crescimento mais expressivo da oposição em relação às corridas eleitorais anteriores. Assim, o cenário visto como o mais provável na situação coloca Casares como candidato à presidência — ele já negou que esteja em campanha nas redes sociais depois de se tornar mais ativo no relacionamento com são-paulinos ilustres e ídolos — e Belmonte como vice.

Também entre os próprios oposicionistas houve uma inesperada junção de forças. Alguns grupos se diziam mais ao centro e evitavam se vincular a figuras mais radicais como Newton Ferreira, o Newton do Chapéu, por exemplo. Agora, há um bloco mais coeso e que tem feito reuniões frequentes para analisar seus possíveis candidatos.

O nome que mais ganhou força nos últimos meses foi o de Sylvio Alves de Barros Filho, que é conselheiro vitalício. Fora do conselho deliberativo do São Paulo, o empresário é considerado bem-sucedido e conhecido por uma atuação longeva na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), onde é 2º diretor financeiro, segundo o organograma disponibilizado no site da entidade.

A oposição ainda não dá como certa a escolha de Barros e diz que mais debates serão feitos antes dessa definição. Roberto Natel, atual vice de Leco e, recentemente, acusado de estar envolvido no caso de vazamento de documentos da diretoria, já foi cogitado, mas deve agir em outros escalões em uma eventual vitória da oposição.

Uma convenção geral deve ser realizada no meio do ano para oficializar o candidato. Enquanto isso, o foco está nas ações políticas entre sócios do clube. Os oposicionistas entendem que a situação já tem uma base aliada forte entre conselheiros vitalícios e mais velhos, então aposta em uma abordagem mais direta aos sócios para que o conselho seja renovado e fortaleça a linha de frente da oposição.

Segundo o site oficial do São Paulo, há 226 membros ativos no conselho deliberativo atualmente. Antes da eleição presidencial, é feita uma votação entre os sócios que promove a rotatividade dos conselheiros que ainda não são vitalícios. Só depois, com o novo conselho formado, é que se vota pelo novo presidente que sucederá Leco e terá três anos de mandato iniciados em janeiro de 2021.

 

Fonte: Uol

7 comentários em “São Paulo vê clima de eleição esquentar; conheça possíveis candidatos

  1. Ainda tenho esperança que o Paulo Pontes consiga convencer nomes de peso, competentes, estrategistas, arrojados que formem um grupo poderoso e coeso pra lançar um nome que mude a história do clube. Não é possível o clube permanecer nas mãos de pessoas tão abjetas, viciadas e presas a um estilo de administração baseada ao que tem mais podre na administração do futebol brasileiro, essa subserviência por exemplo a CBF e estar nas mãos de empresários da asco.

  2. Com esses nomes aí citados NÃO HAVERÁ MUDANÇAS. Pelo q entendi, a chapa da situação não muda em NADA, sai Leco e fica sua corja. A oposição com essa conversinha de pegar  Roberto Natel, só pode ser PIADA, é dar continuidade na péssima administração do clube, ou seja, continuar na mesmice e afundar a cada dia mais o clube. Cadê o Abílio Diniz, que se afastou do Leco? Seria uma ÓTIMA Opção para a Oposição. POR AMOR AO SÃO PAULO, VAMOS MUDAR DE VERDADE, chega de CANALHAS…

  3. Esse CORJA do Juvenal/Lecú tem que sair do SPFC ou vamos virar um Cruzeiro da vida.
    Esse Casares era o cachorrinho do maldito pinguço que destruiu o clube com apoio dos vendidos conselheiros, portanto, eh mais do mesmo, mais da merda que se instalou no clube desde o pilantra cachaceiro.
    Cadê o MAC, ele tem que ser o candidato e os ratos twm que ir pro inferno fazer companhia ao canalha cachaceiro!!!

  4. Paulo
    Você comentou que o Belmont é um amigo seu e tem sempre ventilado o nome dele.junto com a situação.
    Que convenhamos só está fazendo caca com nosso SPFC.

    Você realmente acha.que o Belmont conseguiria mudar o SPFC e pq?

    • Marcelo, uma coisa não tem nada a ver com a outra. Ele é meu amigo (diria quase um irmão) há 25 anos. Foram 20 destes 25, trabalhando juntos na Jovem Pan, almoçando juntos todos os dias falando sobre o São Paulo, desejado o melhor para o clube. Ponto. Ele é diretor Geral Social, é o responsável direto pelo sucesso do Basquete Masculino e do Volei feminino. Melhorou muito o clube. Mas paro por aqui. Em nenhum momento falei ou comentei qualquer coisa sobre o nome dele para a presidência. E não o será. A matéria é clara. Ele pode vir a ser vice-presidente. E não tenho elementos, nesse momento, para avaliar quem é melhor ou pior para o São Paulo. Quando tiver, certamente o farei.

      • Pelo o que estou vendo estamos é mortos …. SPFC está igual o congresso nacional em Brasília… se gritar pega o ladrão não vai sobrar nem um! Está muito complicado MAC quer por ser um cara que sempre defendeu o SPFC nos programas esportivos parece ser um bom nome, porém está envolvido co Leco e cia, para o SPFC voltar a ser grande deveria fazer uma renovação geral dentro do clube…. coisa que não vai acontecer….. Como eu queria ver Rogério Kaka Leonardo o próprio Raí tomando conta do SPFC só assim para voltarmos a ser grande!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.