São Paulo tem mais dois projetos internacionais em curso

Tão logo terminou a excursão do São Paulo pelo exterior e o clube já tem duas pautas internacionais em vista para cumprir neste segundo semestre de 2013. Ambas, porém, não envolvem viagens do time principal – algo impensável diante do momento vivido no Brasileirão.

No início deste ano, Tricolor e Consulado Britânico firmaram uma parceria que se deu “meio sem querer”. O governo da Irlanda do Norte queria estreitar relações com a América do Sul em geral. No Brasil, se inseriu pelo meio mais natural: o futebol. A intenção era trazer ao país uma exposição do craque norte-irlandês George Best e, para tal finalidade, pensaram no Museu do Futebol, instalado no Pacaembu. A agenda do museu, contudo, não permitiu que a exposição fosse sediada no local. Então, consultaram o São Paulo, que abriu as portas do Memorial do Morumbi para a exposição.

Membros do Consulado estiveram em maio na capital paulista para uma reunião com pessoas do marketing tricolor, mas o encontro acabou não acontecendo por falta de disponibilidade dos são-paulinos. Norte-irlandeses pensam em envolver no projeto iniciativas com equipes de base do clube brasileiro e estão ansiosos para os próximos passos da parceria, apesar de saberem da dificuldade de discutir essas questões no cenário atual, que é ruim.

Também no princípio deste ano, o São Paulo firmou parceria com uma empresa marroquina, a OCP (estatal do ramo de fosfatos) na intenção de promover um intercâmbio de atletas e membros de comissão técnica da base. O projeto, que conta inclusive com Aziz Bouderbala, ex-jogador do Marrocos que disputou a Copa de 1986, é dividido em três etapas (veja mais abaixo) e a primeira, que inclui a viagem de profissionais são-paulinos ao Marrocos, já aconteceu.

Experiências internacionais em curso, intercâmbio que segue.

Irlanda do Norte e possíveis iniciativas:

‘Football as its Best’
Primeira iniciativa da parceria foi a organização da exposição de George Best no Memorial. Maior jogador da história da Irlanda do Norte, o ídolo que marcou época no Manchester United (ING) e faleceu em 2005 teve alguns objetos pessoais, vídeos e painéis em sua homenagem espalhados pela exposição. Primeiro-ministro Peter Robinson e vice-primeiro-ministro, Martin Mcguinness, compareceram ao evento.

Projetos com a base
Consulado Britânico pretende avançar no projeto com alguma iniciativa que envolva as categorias de base do Tricolor. Por conta do calendário menos cheio que o do time profissional, torneio amistoso na Irlanda do Norte poderia ser viável.

Equipe profissional
O Consulado não descarta sugerir ao clube do Morumbi alguma ideia que envolva o time profissional. Contudo, norte-irlandeses acreditam ser difícil trazer ao Brasil clubes ou até a Seleção, pois temem falta de apelo pelo histórico não muito vitorioso do país no futebol. Sugestão, então, seria levar o Tricolor à Irlanda do Norte.

Etapas do projeto com o Marrocos:

Cotia e Morumbi
Em janeiro deste ano, dirigentes da OCP estiveram no Brasil e visitaram o CT de Cotia e o Morumbi. Juvenal Juvêncio recebeu o vice-presidente da empresa, Mhamed Ibnabdeljlil, e firmaram a parceria de intercâmbio de atletas e profissionais da base.

Projeto em três etapas
Na primeira etapa, Marcelo Rodrigues, (coordenador técnico), Guilherme Della Déa (técnico sub-14), Rafael Alan (preparador físico sub-14) e Carlos Gallo (supervisor de goleiros) viajaram ao Marrocos para avaliar atletas – OCP contratou Aziz Bouderbala (foto acima) para selecionar esses jogadores. Passo seguinte será a vinda de membros de comissão técnica marroquinos para capacitação profissional. Etapa final compreende em um período de treinos de três meses para os marroquinos em Cotia.

 

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.