São Paulo prepara ‘arapuca’ para minar forças do Galo pelo alto

O gol de cabeça marcado por Ronaldinho Gaúcho no primeiro jogo, no Morumbi, deixou Ney Franco em alerta para o jogo que decidirá a vida do São Paulo na Taça Libertadores. O treinador fechou o trabalho desta terça-feira, no estádio Independência, em Belo Horizonte, para tentar encontrar uma solução para as falhas do Tricolor e a arma do Atlético-MG em lances de bolas paradas.

O treinador está preocupado com a facilidade que o Galo tem para fazer gols em jogadas desse tipo em casa. O time mineiro usa a seu favor as dimensões do gramado do Independência, menores que a maioria dos outros estádios brasileiro. O campo tem 105m de comprimento por 68m de largura, contra os 108,25 x 72,70m do Morumbi.

– É estreito e mais curto. Acho que as equipes brasileiras ainda vão aprender a jogar aqui. Fizemos um trabalho de posicionamento na parte defensiva para ter pontos de referência. O Atlético-MG faz muitos gols oriundos de bolas paradas. Do meio para frente, o Ronaldinho já cava a bola para Jô, Réver ou Leonardo Silva – disse o comandante.

A bobeada da defesa no gol de Ronaldinho complicou a vida do São Paulo na Libertadores. O Tricolor vencia por 1 a 0 até que Lúcio foi expulso após receber dois cartões amarelos. Quatro minutos depois, os mineiros chegaram ao empate em um erro de posicionamento dos são-paulinos.

Para impedir que o adversário chegue com facilidade ao campo de ataque, o São Paulo prepara uma marcação mais adiantada. O treinador quer aproveitar a velocidade de alguns jogadores do setor ofensivo, como Jadson e Osvaldo (ou Douglas), para avançar suas peças e travar o rival.

– O Atlético-MG tem uma saída forte de trás. Não é só neutralizar o Jô. Os laterais metem essa bola. Vamos ajustar a marcação mais na frente. É um campo difícil para sair tocando – disse.

O São Paulo só conseguirá chegar às quartas de final da Libertadores se vencer o Atlético-MG por dois ou mais gols de diferença. Caso repita a seu favor o placar do primeiro duelo, 2 a 1, a decisão será nos pênaltis.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*