São Paulo pode ter “dois ou três” nomes diferentes contra CRB

O São Paulo que empatou por 2 a 2 com o Coritiba, no sábado, não deverá ser o mesmo que, na quarta-feira, decidirá contra o CRB uma vaga na terceira fase da Copa do Brasil. Muricy Ramalho deu a entender que poderá trocar alguns jogadores por motivo físico.

“Temos que pensar. Não teremos viagem, mas o time sentiu muito o desgaste daquela viagem (no jogo de ida, em Maceió). Vamos olhar com carinho e podemos trocar dois ou três jogadores para dar mais força ao time”, disse o treinador.

No sábado, os meias Paulo Henrique Ganso e Boschilia, titulares na capital alagoana, há pouco mais de uma semana, começaram no banco dereservas para darem lugar a Pabon e Osvaldo, respectivamente. Na quarta-feira, pela declaração de Muricy, é possível que ao menos um dos dois atacantes perca novamente a titularidade.

A troca de jogadores pode fazer com que o desenho tático do time seja alterado novamente. Contra o Coritiba, o São Paulo abandonou o esquema 4-4-2 e voltou a jogar com dois atacantes pelas laterais (Pabon e Osvaldo) e um mais centralizado (Luis Fabiano), além de um quarto, que fazia a função de falso armador (Alexandre Pato), mais próximo do centroavante.

Rubens Chiri/www.saopaulofc.net

Osvaldo é um dos candidatos a deixar o time, embora não viesse sendo titular nos jogos anteriores da equipe

Questionado se vai manter uma formação caso ache o time ideal, Muricy usou exemplo do futeboleuropeu para defender as consecutivas variações táticas que, até outro dia, contestou.

 

“É só no Brasil que existe isso (não poder variar). Tem que aprender que um jogo é diferente do outro. O Real Madrid deu essa lição. Aqui no Brasil, a gente custa um pouco a analisar isso. Mas é obrigação do técnico mesmo”, falou, irritado com a pergunta de um jornalista.

A preparação da equipe começa na tarde desta segunda-feira, quando o elenco se reapresenta no CT da Barra Funda. Os desfalques são os zagueiros Rodrigo Caio (suspenso pela expulsão em Maceió) e Paulo Miranda (lesionado) e o lateral direito Douglas (também machucado).

 

Fonte: Gazeta Esportiva

6 comentários em “São Paulo pode ter “dois ou três” nomes diferentes contra CRB

  1. O problema nao e escalar quem entra jogando,
    o problema e ter uma tatica definida,
    que nao temos a muito tempo.
    O Coritiba veio com uma proposta de jogo,
    e so nao perdemos o jogo por uma sorte muito grande,
    como aquela contra o Cruzeiro.
    Quem tem GAnso, nao pode prescindir dele nunca,
    tem que fazer o que Valquiria faz nos porcos,
    jogar ali atras dos atacantes e na frente dos volantes,
    mexendo e enfiando bolas, como so ele consegue fazer,
    agora jogar ao lado do karanguej’ao e melhor mesmo ficar no banco,
    e ver o jogo comodamente.
    Nao consigo entender, como murici e seus auxiliares nao
    conseguem ver isso, e mesmo puro futvolei,
    um DT europeu ja dizia, acerto meu time nos coletivos,
    e o que nossos tecnicos faziam antigamente,
    nao treinar com doze e futvolei,
    eram treinamentos especificos, agora modernizou,
    temos dois ou tres auxiliares e e isso que esta ai,
    e nos somos os culpados pelos fracassos.

  2. Paulo Pontes, não sei o que vc pensa?
    Eu ja estou de saco cheio de escutar o sr Muryci dizer que o time sentiu o desgaste, os caras tiveram uma semana pra se preparar, não jogaram nada e estão desgastado.
    Isso esta me cheirando desculpa se for eliminado pelo CRB.

  3. Eu já não falei que o problema maior do Murici foi ter enfrentado o Guardiola?
    Agora ele se acha um técnico europeu mas ainda não formou suas convicções . . .

  4. Meu time hoje seria este:
    Dênis
    Auro
    R. Caio (Lucas Silva no jogo contra o CRB)
    A. Carlos
    Á. Pereira
    Souza
    Hudson
    Ganso
    Boschillia
    Pato
    Ewandro
    Reservas:
    RC, Douglas, Lucas Silva, Reinaldo, Maicon, Osvaldo, Ademilson, LF9 e Pabon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*