São Paulo perde quatro selecionáveis para semana só de preparação

Quando o técnico Ney Franco assumiu o comando do São Paulo, no início de julho, viu a semana entre os dias 17 e 22 de setembro como uma boa chance de preparar o time para a seqüência do Campeonato Brasileiro. Um fato inesperado, no entanto, fará o time treinar durante a semana sem contar com quatro jogadores titulares.

Lucas, Jadson, Rhodolfo e Luis Fabiano – este depois de dois anos – foram convocados pelo técnico Mano Menezes para a disputa do Superclássico das Américas, um torneio amistoso realizado pela Seleção Brasileira contra a Argentina, em ida e volta, e com a possibilidade de apenas jogadores que atuam no próprio País serem utilizados.

Dessa maneira, os quatro serão desfalques dos aprontos de Ney Franco a partir de segunda-feira, dia de folga do elenco tricolor, até quarta, quando entram em campo em Goiânia. Apenas na sexta-feira, eles devem estar à disposição para dois treinos antes de enfrentar o Cruzeiro, no Morumbi, pela 26ª rodada do Brasileirão.

”Dentro do nosso planejamento, era uma boa oportunidade de fazer trabalhos táticos, como focar em marcar o adversário no campo de defesa, coisas assim. Com seqüência de jogos preferimos não expor os jogadores fisicamente, mas já estamos sem quatro”, lamenta o treinador, que só teve a semana ‘cheia’ uma vez desde que assumiu, antes da goleada por 4 a 0 sobre o Flamengo: “Naquela oportunidade o treinamento surtiu efeito por duas ou três rodadas depois”.

Ex-comandante do time Sub-20 da Seleção Brasileira, Ney Franco não condena o chamado de Mano Menezes como fizeram outros técnicos do Brasil, como Fernandão e Muricy Ramalho. “Existe um funcionamento há muito tempo e isso por lei diz que a Seleção tem direito, nas datas Fifa, de convocar quem quiser. Não podemos lamentar isso. Treinador que trabalha em time grande tem que ter opções”.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*