São Paulo perde gols e fica no empate com o Católica

“Quem não faz, toma!”. Osvaldo poderia ter sido o herói são-paulino no Chile. Porém, as diversas chances desperdiçadas pelo camisa 17 fizeram com que o São Paulo apenas empatasse com a Universidad Católica em 1 a 1, no estádio San Carlos de Apoquindo, nesta quinta-feira.

Na etapa inicial, Rafael Toloi abriu o placar para o Tricolor e Castillo, no segundo tempo, empatou para os Cruzados. No confronto de volta, que acontecerá na próxima quarta-feira, no Morumbi, o time do técnico Ney Franco pode até empatar que garante a vaga na decisão da competição.

Donos da casa e com a obrigação de levar um bom resultado para o Brasil, a Universidad Católica aproveitou uma certa dispersão do São Paulo no começo da partida e foi para cima do Tricolor. Porém, a (curta) pressão inicial não levou nenhum perigo ao gol de Rogério Ceni.

Logo aos 5 minutos, Jadson deu o cartão de visitas são-paulino e acertou um belo chute na trave, assustando o goleiro Toselli. Do lance em diante, a equipe do técnico Ney Franco dominou o confronto.

As ações ofensivas do Tricolor se deram principalmente pelo lado direito, apostando na velocidade de Lucas e na constante participação de Jadson que, ligado no jogo, se apresentou como articulador das principais jogadas do time na primeira etapa.

E foi aos 21 minutos, em jogada iniciada pelo camisa 10, que o São Paulo abriu o placar. Jadson dominou pelo lado esquerdo e tocou para Denilson, que lançou para o outro lado da grande área. Rhodolfo dominou e cruzou na medida para o companheiro de zaga Rafael Toloi abrir o placar.

Com a vantagem parcial, a Católica saiu do campo de defesa em busca do empate e deu espaços para o clube do Morumbi, especialmente nos lados do campo. Espaços que, em duas oportunidades, não foram aproveitados por Osvaldo, que perdeu chances cara a cara com Toselli.

A volta para a etapa complementar se iniciou semelhante ao princípio do primeiro tempo, com a Católica em cima, mas, novamente, sem levar perigo à meta de Ceni.

A partir do momento que o Tricolor acordou, novo domínio são-paulino, com Lucas à frente das ações ofensivas, Luis Fabiano e Osvaldo – o último em noite infeliz – disperdiçaram ótimas chances de ampliar para o São Paulo.

E o ditado que diz “quem não faz, toma” serviu para ilustrar perfeitamente o que foi o confronto, especialmente na segunda etapa. Depois das inúmeras chances desperdiçadas pelo ataque são-paulino, Ríos se livrou de Paulo Miranda na direita e cruzou para Castillo. O atacante limpou Rhodolfo e finalizou quase da pequena área para empatar.

Depois do empate, Ney Franco tirou – erroneamente – Lucas e promoveu a entrada de Paulo Henrique Ganso. Com a alteração, o Tricolor perdeu, além de velocidade, seu principal criador de jogadas na partida e partiu para um jogo muito mais cadenciado, pouco vertical, sinalizando total contentamento com o empate.

Quem não estava contente com o empate era a Católica, que precisava de um gol para sair, pelo menos, com uma vitória de Santiago, já mirando o jogo de volta. Com Ríos articulando a maioria das jogadas do time chileno, o Tricolor conseguiu segurar a vantagem, apesar de um discreto sufoco dos Cruzados nos instantes finais.

No próximo domingo, o São Paulo volta a jogar pelo Campeonato Brasileiro. A equipe do técnico Ney Franco vai a Campinas, onde enfrenta a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli.

FICHA TÉCNICA

UNIVERSIDAD CATÓLICA 1 X 1 SÃO PAULO

Local: Estádio San Carlos de Apoquindo, em Santiago, no Chile
Data/Horário: 22/11/2012, às 20h15 (de Brasília)
Árbitro: Omar Ponce (ECU)
Assistentes: Juan Cedeño (ECU) e Christian Lescano (ECU)
Renda e Público:

Cartões Amarelos: Sepúlveda, Ríos, Martínez (UNI); Rogério Ceni, Luis Fabiano (SPO)
Cartões Vermelhos:

Gols: Rafael Toloi, aos 21’/1°T (0-1); Castillo, aos 24’/2° T (1-1)

UNIVERSIDAD CATÓLICA: Toselli; Álvarez, Martínez, Andia e Parot; Sepúlveda (Meneses – Intervalo), Costa, Ríos e Silva (Peralta – 25’/2°T); Pizarro (Ovelar – Intervalo) e Castillo. Técnico: Juan Martín Lasarte.

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rafael Toloi, Rhodolfo e Cortez; Wellington, Denílson, Jadson (Douglas – 47’/2°T), Lucas (Ganso – 26’/2°T) e Osvaldo; Luís Fabiano. Técnico: Ney Franco.

Um comentário em “São Paulo perde gols e fica no empate com o Católica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*