São Paulo mantém Caramelo, que diz não saber motivo de apelido

O São Paulo manteve o apelido Caramelo na camisa do novo reforço para a lateral direita, assim, o clube não dá sequência ao seu histórico recente de mudar o nome dos jogadores quando o atleta chega ao clube ou sobe das categorias de base com um apelido, como já aconteceu com Edson Ratinho (que perdeu o nome do animal), Lucas (antes chamado de Marcelinho) e Diego Tardelli (criado com o apelido de Dinei).

Com a camisa ainda sem número, mas já com o nome de Caramelo inscrito, o lateral direito de 18 anos, apresentado nesta sexta-feira, diz não saber o motivo de seu apelido.

“Esse apelido começou lá em Mogi Mirim, em 2009, com 15 anos. É idade da brincadeira. Foi em uma dessas brincadeiras, mas eu não sei o motivo do apelido”, disse ele, para depois negar que o apelido tenha ligação com sua relação com as mulheres. “Isso daí é resenha dos caras, mas eu sempre levei na boa o apelido”.

Aos 18 anos, ele chega para competir por posição com Douglas, Paulo Miranda e Lucas Farias. Apostando que precisará “ralar muito” para conseguir uma vaga com Ney Franco, o jogador diz que ainda está entendendo o que passou a acontecer na sua vida.

“Eu vim para o São Paulo onde tem muitos jogadores bons. Eu vim para ajudar e quero aproveitar quando tiver a oportunidade. Acho que vou ter de sofrer muito para poder conseguir uma vaga”, finalizou.

Nesta sexta-feira, o time do Morumbi também apresentou Roni no Centro de Formação de Atletas Laudo Natel, em Cotia. Com acordo encaminhado desde sexta-feira passada, os dois já até treinavam com o grupo esperando a finalização da burocracia.

Fonte: Uol

Um comentário em “São Paulo mantém Caramelo, que diz não saber motivo de apelido

  1. Estamos de volta a década de 60…quando construir o Morumbi era prioridade. Agora, ao invés de Deleu, temos o Caramelo. E assim vamos!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*