São Paulo inicia plano para comprar direitos do volante

O São Paulo ainda procura reforços para a sequência da temporada, mas um assunto já toma a atenção do presidente Carlos Augusto de Barros e Silva e de sua diretoria para 2018: a permanência do volante Jucilei. Emprestado até o final do ano, o volante caiu nas graças da torcida e é um dos destaques do time ao lado de Lucas Pratto. Por conta disso, o Tricolor decidiu que vale fazer o esforço que for possível para ficar em definitivo com o meio-campista.

Mas será preciso abrir os cofres. Jucilei veio para o São Paulo sem o valor fixado para a compra dos seus direitos. Ele pertence ao Shandong Luneng, da China, clube com quem tem contrato até junho de 2019.

A direção está procurando maneiras de conseguir novas receitas e viabilizar o negócio. Nos próximos dias será assinado o contrato entre São Paulo com Lille, da França, pela venda de Luiz Araújo no valor de R$ 30,4 milhões. O Tricolor também acredita que encontrará um comprador para o Centurión, emprestado ao Boca Juniors.

Se o clube argentino não quiser comprar (o vínculo termina no fim de junho) será buscado outro interessado no futebol argentino ou mesmo sul-americano. O São Paulo estima ser possível arrecadar a quantia de US$ 5 milhões (R$ 16,4 milhões).

O que anima os dirigentes são-paulinos é que Jucilei já mostrou que concorda permanecer no futebol brasileiro, sobretudo por poder passar mais tempo com a esposa e os filhos. No período em que atuou na China, só estavam com ele um amigo, um primo e um cozinheiro, já que o jogador não se adaptou a culinária local.

O volante retornou ao futebol brasileiro após seis anos. Ele deixou o Corinthians em 2011 para atuar no Anzhi, da Rússia, onde permaneceu até 2013. Na sequência, seguiu para o Al Jazira, dos Emirados Árabes, onde ficou até 2015, quando foi contratado para o Shandon Luneng. Antes de fechar com o clube chinês, ele já havia sido procurado pelo São Paulo.

Fonte: Globo Esporte

2 comentários em “São Paulo inicia plano para comprar direitos do volante

  1. Se conseguir contratar vai ser através de um enorme sacrifício, um investimento sem retorno para uma venda posterior, ou seja, é essencialmente para fortalecer o elenco.
    Na atual conjuntura acho que vale a pena o risco, pois tem saído mais jogadores de qualidade do chegando ao clube.
    Só espero que não aconteça o mesmo que aconteceu com Maicon, jogou muito bem inicialmente e depois se tornou um zagueiro muito caro pelo preço pago.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*