São Paulo firma parceria com clube norte-americano: “Expandir a marca”

O São Paulo anunciou nesta terça-feira uma parceria com o clube norte-americano Tampa Bay Rowdies, com o intuito de favorecer o “desenvolvimento de jogadores da base e profissional nas Américas e em outros países do exterior”, segundo o site oficial do Tricolor. A meta é ampliar a marca das duas equipes internacionalmente. O presidente Carlos Miguel Aidar falou sobre o novo acordo.

“Estou muito feliz por estar em São Petersburgo para a assinatura dessa parceria entre os clubes. É um momento muito importante para o São Paulo em nossa missão de expandir a marca internacionalmente e especialmente na América do Norte”, disse o dirigente.

Com o acordo, é esperado que o São Paulo realize suas pré-temporadas nos Estados Unidos, bem como faça amistosos fora do país e ceda suas instalações para o clube norte-americano. Programas de intercâmbio, turismo e patrocínios nos estádios também fazem parte dos planos da nova parceria.

O dono do Tampa Bay Rowdies, Bill Edwards, garante que o acordo será muito benéfico para ambos os lados, já que o futebol dos Estados Unidos tem crescido cada vez mais e movimentado bastante a economia do país. Ele ainda destaca a grandeza do Tricolor.

“Temos um novo treinador, novos jogadores e um estádio praticamente novo, onde estamos invictos. O Rowdies e toda a NASL estão quebrando recordes de público e estamos cada vez mais fortes. A única maneira de continuar com esse crescimento é se associar aos melhores clubes de futebol do mundo, e essa parceria com o São Paulo é um claro exemplo disso”, afirmou.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

4 comentários em “São Paulo firma parceria com clube norte-americano: “Expandir a marca”

  1. Vejo com bons olhos, o ideal seria trazer os clubes americanos para a Libertadores e acabar com a Comebol….fazer uma nova gestão…. e quem sabe um dia chegar próximo de uma Champions league.

  2. Por que não fechar uma parceria com uma empresa norte americana que esteja interessada no nosso futebol e levar um ou dois jogos do Brasileiro para os EUA, assim como fizeram com a NBA?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.