São Paulo estuda tirar concentração para compensar domingo

Com jogo contra o Goiás marcado para segunda-feira, o elenco do São Paulo não terá o domingo de folga, ao contrário dos demais times do Campeonato Brasileiro. Em razão disso, a comissão técnica cogita liberar os jogadores da concentração.

“As pessoas não têm ideia do que é ficar nessa quartinho de concentração. É terrível, não é fácil”, disse o técnico Muricy Ramalho, nesta sexta-feira. “Vamos ter três jogos na semana que vem. A gente não vê a família, somos seres humanos, temos filhos, esposa. Muitos jogadores têm filhos recém-nascidos e não convivem com eles. Isso já é provado que faz mal”.

A concentração se tornou prática comum no futebol brasileiro. Sob controle do clube, os jogadores teoricamente se alimentar melhor e descansam mais. Muricy, no entanto, acredita que não terá problemas nesse sentido.

SPFC – Site Oficial

Jogadores deverão se apresentar apenas ao meio-dia de segunda-feira, data do duelo com o Goiás

“Os jogadores hoje em dia são muito responsáveis, profissionais, principalmente os deste grupo. Em relação à disciplina, quase nunca estão metidos em notícias ruins. Em todos os lugares, eles se comportam bem. Os horários melhoraram demais em relação ao ano passado também. Tudo é questão de confiança. Jogador tem que ter responsabilidade, saber o que faz”, justifica.

A decisão ainda não está tomada, mas é possível que os atletas se apresentem no CT da Barra Funda ao meio-dia de segunda-feira, data da partida no Morumbi, marcada para 20h30.

“É algo que o Atlético-MG vem fazendo há algum tempo e que se está pensado em amadurecer no Brasil. Vamos conversar. É que alguns gostam de concentrar porque em casa tem gente que pode perturbar um pouco”, lembrou o treinador.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*