São Paulo e Palmeiras duelam com centroavantes em busca de redenção

Luis Fabiano e Kleber Pinheiro viveram semana dura, com exibições ruins e papel de vilão na Libertadores. E nada melhor do que um clássico para recuperar o moral. Os centroavantes de São Paulo e Palmeiras duelam neste domingo às 16h, no Morumbi, pela 11ª rodada do Campeonato Paulista, com a necessidade de volta por cima após o respaldo dos jogadores, dirigentes e comissão técnica.

Luis Fabiano foi mal no empate por 1 a 1 contra o Arsenal de Sarandí, no Pacaembu. O pior foi a expulsão já com o jogo encerrado. O costumeiro descontrole foi perdoado pelos dirigentes, que resolveram não o punir. Já a diretoria do Palmeiras prestou apoio a Kleber logo após a péssima noite vivida na Argentina na derrota de 1 a 0 para o Tigre. O camisa 9 do time perdeu gol incrível no fim do jogo, com o placar ainda em 0 a 0, e distribuiu desculpas aos companheiros.

Os treinadores Ney Franco, do São Paulo, e Gilson Kleina, do Palmeiras, defendem os jogadores na tentativa de evitar pressão da torcida. A redenção de ambos, no entanto, terá que ser dentro de campo.

“Pelo relatos, o Luis Fabiano não deu motivo para ser expulso. Ele não fez nenhum comentário mais forte e tinha absoluta razão. Tivemos um pênalti escandaloso, visível. Além disso, ele não foi ofensivo, segundo relato de jogadores. Não cabe nenhum reparo a esta situação”, disse Ney Franco.

“O Kleber sabe que errou. Ele teve duas oportunidades para definir o lance, mas preferiu outra opção, que não foi a correta. Ele já entrou no vestiário pedindo desculpas. Tenho de ficar ao lado do meu atleta. Tenho certeza de que nos próximos jogos ele fará a diferença a nosso favor”, destacou Gilson Kleina.

O rendimento dos centroavantes na temporada é bem diferente. Luis Fabiano não sofreu com problemas físicos, e é o artilheiro do São Paulo, ao lado de Jadson, com sete gols. Já Kleber está pressionado sem gols após duas exibições, sendo a primeira, contra o Libertad, no Paraguai, vindo do banco de reservas.

Os centroavantes têm em comum a passagem pelo Porto-POR. A experiência europeia é a esperança dos clubes brasileiros na expectativa de que Luis Fabiano e Kleber Pinheiro possam aguentar a pressão vivida após um jogo ruim e conseguirem a reviravolta no duelo seguinte. No caso, um clássico regional.

“O Kleber perdeu gol como todo centroavante. Não vamos achar que ele não joga mais por conta de um lance. Ele é bem experiente, ótimo jogador, e tem o nosso apoio”, comentou o diretor executivo do Palmeiras, José Carlos Brunoro, em entrevista à rádio Globo.

O Palmeiras vai para o clássico sem saber se poderá contar com Henrique e Valdivia. Os dois sofreram lesões contra o Tigre, pela Libertadores. Em contrapartida, Léo Gago e Rondinelly podem fazer a sua estreia. Do outro lado, o São Paulo não terá Denílson, que sofre com dores no joelho direito.

Mesmo sem confirmar presença, Valdivia já deu a apimentada no clássico, dizendo que o Palmeiras vai voltar a vencer o São Paulo em pleno Estádio do Morumbi. Isso não acontece desde 2002.
FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO X PALMEIRAS
Local
: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Horário: 16h (de Brasília)
Data: 10/03/2013, domingo
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho
Assistentes: Fabrício Porfírio de Moura e Claudenir Donizeti Gonçalves da Silva

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Douglas, Lúcio, Rafael Tolói e Cortez; Wellington, Fabrício e Jadson; Aloísio, Osvaldo e Luís Fabiano
Técnico: Ney Franco

PALMEIRAS: Fernando Prass; Weldinho, Maurício Ramos, Henrique e Juninho; Vilson, Márcio Araújo, Wesley e Valdivia; Leandro (Vinicius) e Kleber Pinheiro
Técnico: Gilson Kleina

Fonte: Uol

2 comentários em “São Paulo e Palmeiras duelam com centroavantes em busca de redenção

  1. Esse trenero estara mostrando toda sua incompetencia

    e falta de comando e criterios

    se for de Lpipoka de titular,

    nao e possivel uma imbecilidade dessas

    era hora para testar Walisson, Aluisio juntos com Osvaldo

    esquecam Lpipoka

    o Kara se acha

    e

    nao joga nada

    atrapalha com seu ego

    Se tivesse no jogo dos tigrinhos no Morumba

    com certeza

    NAO TERIAMOS VENCIDOS

    NEM COM LUKAS

    trenero falastrao

    fora, FORA, fora

    AUTUORIA JA

  2. Desconheço diretoria mais “brasileira” do que esta do SP. Faz da impunidade norma. Será que algum colega do LF iria dizer que ele realmente ofendeu o árbitro? E nós torcedores: quantos de nós acreditamos que ele foi reclamar na maior delicadeza? Ele é primário?
    Ele é genioso ou mau caráter – pois, “coincidentemente”, sempre que o SPFC vai ter jogo decisivo para definir alguma coisa, olha lá ele, dá um jeito de “explodir” seu gênio e ficar de fora da partida?. . . Não sei não. . . . .
    Pior são a diretoria e a comissão técnica que, além de passarem a mão na cabeça, ainda o defendem como “temperamental mas vai melhorar”. Por que não aproveitar a oportunidade neste paulistinha, que não vale nada, e mete-lo no banco pra ver se ele realmente é a melhor opção no ataque, além de ambientar o atacante do próximo jogo, esse sim, importante? Por que não multa-lo em valor considerável para ele sentir qto custa ser “temperamental”? Acho que está faltando um comando mais profissional no SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*