São Paulo desiste das tratativas para contratar Cleber e Fernando Bob

As duas negociações que o São Paulo mantinha nesta semana deram errado. O clube desistiu das tentativas de contratar o zagueiro Cleber, do Santos, e o volante Fernando Bob, da Ponte Preta, que eram pedidos de Rogério Ceni.

A reviravolta mais surpreendente é em relação a Cleber. O zagueiro vem sendo pouco utilizado por Dorival Júnior e mostrou interesse em jogar no Morumbi. O Tricolor acenou com a ideia de desembolsar 3 milhões de euros (cerca de R$ 7 milhões), o que agradou ao Santos, e até discutia como seria o pagamento. Mas repensou a situação e encerrou as conversas.- Não vem – limitou-se a dizer o diretor de futebol Vinicius Pinotti, no CT da Barra Funda. Pesou o valor da negociação, já que o Santos gostaria de reaver os R$ 7,4 milhões que se comprometeu a pagar ao Hamburgo, da Alemanha, por Cleber.
Em relação a Fernando Bob, o São Paulo tratava sua contratação com otimismo. O clube conversava diretamente com o Internacional, que detém seus direitos federativos e o emprestou a Ponte Preta até dezembro, mas a informação de uma dívida dos gaúchos encareceu o caso, já que o Tricolor não está disposto a desembolsar mais de R$ 3 milhões pelo volante.

Coube ao próprio Fernando Bob anunciar na tarde desta quarta-feira, durante entrevista coletiva em Campinas, que permanecerá na Ponte Preta – a Macaca tinha prioridade para cobrir uma proposta são-paulina, mas indicou não ter dinheiro para isso.

– Sempre deixei claro que estou feliz aqui e que a minha vontade era permanecer. Então, quero dizer que fico na Ponte Preta. Já tenho 29 anos, não sou nenhum garoto. Houve proposta do São Paulo, mas sempre deixei claro que o Inter é detentor de parte dos meus direitos, então cabia a ele e ao São Paulo resolverem isso. Sempre fiquei focado na Ponte, estou aqui, feliz, e quero continuar – disse Fernando Bob.

O São Paulo ainda monitora a situação de Luiz Otávio, defensor da Chapecoense. O clube catarinense adquiriu parte dos direitos econômicos do jogador, que pertence ao Luverdense, mas não está completamente descartada a possibilidade de a própria Chape vendê-lo ao Tricolor.

Rogério Ceni solicitou à diretoria um zagueiro, um volante e um meia. Os dirigentes ainda tratam de uma possível negociação de Rodrigo Caio, que interessa ao futebol italiano e tem a Inter de Milão como clube mais perto de levá-lo, e da renovação de Lugano, que tem contrato só até o próximo dia 30.

 

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*