São Paulo consegue veto a árbitro pivô de confusão em jogo da base

O São Paulo agiu rápido e conseguiu vetar o árbitro Alysson Fernandes Matias das partidas das categorias de base do clube. O juiz foi pivô de confusão no CFA Laudo Natel, em Cotia, na última sexta-feira durante jogo da Copa Ouro sub-17 e fez com que a Associação Paulista de Futebol (APF) enviasse pedido de desculpas formal ao Tricolor pelos incidentes.

A revolta dos são-paulinos com Alysson foi motivada por uma arbitragem polêmica durante a vitória de 3 a 2 sobre o Red Bull Brasil, que garantiu o time da capital na semifinal da Copa Ouro. O juiz é acusado de ter permitido jogadas violentas, criado animosidade entre as equipes e ainda arrastado o zagueiro Rodrigo para fora do campo após o beque cair com cãibras no gramado.

Alguns pais que assistiam ao jogo também se revoltaram com a situação, assim como o diretor da base, Alexandre Médicis. O gerente-executivo Júnior Chávare e o coordenador técnico Diego Cabrera tentaram acalmar os mais exaltados e procuraram o quarteto de arbitragem para conversa ainda no fim da partida. Segundo o São Paulo, Alysson seguiu com abuso de autoridade e chegou a deixar até um dos bandeiras constrangido.

A informação de que dirigentes e membros da comissão técnica do São Paulo teriam partido para cima do árbitro foi mais uma vez desmentida pelo clube, que usa a postura da APF em punir o juiz e enviar pedido de desculpas formal como prova de que a versão era equivocada. Agora, o Tricolor poderá focar somente na preparação para a semifinal da Copa Ouro contra a Ponte Preta. A outra semi é disputada por Luneng Brasil e Juventus-SP.

Fonte: Lance

Um comentário em “São Paulo consegue veto a árbitro pivô de confusão em jogo da base

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*