São Paulo chega à quinta eliminação para times ‘pequenos’ nesta década

Eliminado do Paulistão após a vexatória goleada por 4 a 1 do Audax, o São Paulo chegou à quinta queda em mata-matas para time “pequenos” nesta década. Avaí, Ponte Preta, Penapolense e Bragantino completam a lista.

Em 2011, o Tricolor foi eliminado nas quartas de final da Copa do Brasil pelo Avaí. Após ganhar por 1 a 0 na ida, o São Paulo ainda abriu o placar na ressacada, mas o time catarinense ganhou por 3 a 1 e garantiu a classificação para a semifinal.

Já em 2013, a Ponte Preta foi o algoz são-paulino. Na semifinal da Copa Sul-Americana, a Macaca venceu na ida por 3 a 1 e empatou por 1 a 1 o jogo de volta, no Estádio Romildão, em Mogi Mirim. O Tricolor defendia o título da competição e não conseguiu avançar à final.

O São Paulo também foi eliminado nas quartas de final do Paulistão por um time do interior nesta década. Em 2014, o Penapolense avançou nos pênaltis após o empate por 0 a 0 no tempo normal do jogo no Morumbi.

Ainda em 2014, o São Paulo deu outro vexame em um mata-mata. Com a vantagem de ter vencido na ida por 2 a 1, o Tricolor abriu o placar, mas levou a virada do Bragantino no Morumbi e perdeu por 3 a 1 na terceira fase da Copa do Brasil.

O único título do São Paulo nesta década foi em uma competição mata-mata: a Sul-Americana de 2012. Neste período, o Tricolor também acumula eliminações para grandes nas semifinais do Paulistão (em 2011, 2012 e 2015 para o Santos; 2013 para o Corinthians).

Em competições sul-americanas, o retrospecto em mata-mata também não é positivo nesta década. Eliminação nas oitavas de final para o Libertad (PAR) na Sul-Americana de 2011, queda nas oitavas da Libertadores de 2013 para o Atlético-MG e 2015 para o Cruzeiro.

 

Fonte: Lance

Um comentário em “São Paulo chega à quinta eliminação para times ‘pequenos’ nesta década

  1. Estamos confirmando em campo, todos os desacertos administrativos dos últimos dois anos. Se houvesse uma forma de isso ser possível, deveríamos pedir o “impeachment” de toda a diretoria… Os 4 a 1 de ontem começou a ser desenhado na última gestão JJ e deve perdurar enquanto o “poder” estiver nas mãos de pessoas que faziam parte do séquito que perambulava junto a ele. Simples assim…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*