São Paulo avalia futuro de Ricardo Gomes e novo goleiro para 2017

O desenho do São Paulo 2017 tem pontos de interrogação importantes: Ricardo Gomes ou outro profissional será o técnico do time? Haverá um novo goleiro para disputar posição com Denis? Os dois pontos são analisados.

Internamente, não há convicção sobre a permanência de Ricardo, bancada pelo presidente Leco, nem sobre se é necessário ter uma sombra para Denis, titular da equipe. Tanto o comandante, quanto o goleiro sofrem forte rejeição da torcida, ponto com peso a ser considerado, mas não o principal para se tomar uma decisão.

As ideias iniciais eram manter Ricardo no comando do São Paulo e não contratar um novo goleiro, posição que também tem Renan Ribeiro com futuro incerto. Leco gosta muito do técnico, também pelas passagens anteriores pelo Morumbi, mas não há unanimidade dentro da direção sobre essa questão.

Publicamente, a diretoria vai defender todos os atletas até o fim do ano, mas todas as alternativas são estudadas a respeito de um novo comandante e de um novo goleiro. As decisões serão tomadas mediante uma análise depois do Brasileirão. Sem objetivos palpáveis, o time tem duas partidas a fazer, contra Atlético-MG e Santa Cruz.

Os resultados de Ricardo estão abaixo do esperado pelo São Paulo. Em 18 jogos, ele obteve sete derrotas, seis vitórias e cinco empates. A expectativa era de que o trabalho de recuperação tivesse mais êxito nesta reta final de Brasileirão. Por isso, nos bastidores admite-se a possibilidade de ele sair do Tricolor no fim da temporada. Caso isso aconteça, haverá cuidado para que o processo não seja realizado de forma traumática.

– Eu diria que hoje ele é o nosso técnico. Tudo é muito variável, tudo pode caminhar. Depende também do Ricardo. O Ricardo está nos nossos planos, sim – disse o diretor de futebol José Jacobson Neto, ao ser questionado sobre a permanência do treinador depois de dezembro, em entrevista à “Rádio Globo”.

Denis São Paulo (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)Denis é contestado pela torcida: São Paulo discute se contrata ou não um goleiro (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

Gomes tem torcida interna para obter sucesso e seu perfil é elogiado. O técnico tem boa relação pessoal com Leco. Um dos pontos positivos é ser parceiro da gestão em fatores considerados cruciais, como por exemplo no aproveitamento de garotos da base. Internamente, há a impressão de que ele passa segurança pelo trabalho, mas não reproduz o mesmo efeito para fora. O contrato do treinador, cujos resultados são questionados, é aberto: não tem multa, nem prazo.

No gol, o São Paulo tem Denis, Renan Ribeiro e Léo, terceiro goleiro com contrato até dezembro. Insatisfeito por ter poucas oportunidades, Renan tem futuro incerto, apesar de ter contrato até 2018. A decisão de contratar ou não um novo goleiro, assunto debatido no clube, passa também pela condição de uma eventual negociação. Sem dinheiro de sobra no caixa, o Tricolor tenta errar o menos possível no mercado.

Também não se sabe ainda se um novo goleiro seria titular ou faria sombra a Denis. O primeiro gol sofrido por ele diante da Chapecoense, na derrota por 2 a 0, foi considerado defensável no Tricolor. Independentemente de decidir ou não acertar com um novo atleta para a posição, o nome de Cássio, do Corinthians, é descartado nesse momento no Morumbi.

 

Fonte: Globo Esporte

9 comentários em “São Paulo avalia futuro de Ricardo Gomes e novo goleiro para 2017

  1. Enquanto essa Diretoria amadora estiver lá, vão fazendo escolhas por amizade e não competência, depois de um ano inteiro de frangos ainda vão avaliar, é uma verdadeira piada, o RG nem deveria ter vindo, o Botafogo agradece.
    Que qualificação o Leco Leco tem pra ser presidente, não foram os senhores feudais que o colocaram lá?
    Voto direto já.
    Fora bando de sanguessugas que só enxergam o próprio umbigo, raça de víboras da mesma espécie de Cunha, Lula e Renan Calheiros.

  2. Sempre estranhei o fato de que o Renan Ribeiro não tenha chance de mostrar seu valor no gol do S.Paulo, mesmo com toda a ruindade do Denis que, em todo jogo toma gol defensável. Até o segundo gol da Chape, aquele bonito chute de fora da área, seria defensável para um ótimo goleiro. O gol do Grêmio, que selou o empate no Morumbi, se bem analisado, vamos perceber que o Denis deixa o gol completamente vazio, por má colocação e, assim mesmo, a bola passa por sua mão direita sendo perfeitamente defensável – defesa que o Rogério Ceni, com mais de quarenta, ajoelharia perto da trave fechando o gol e a bola bateria nele. Quanto ao Ruincardo Gomes não vou nem comentar!!!

  3. Apesar q ricardo nunca foi o tecnico ideal para o SP acho q culpa dos resultados é mais de quem contratou esses jogadores, qto ao Denis demorou demais, pq não deram chance pro Renam antes?? agora tem q trazer um fera se for pra trazer outro meia boca da chance pro renam no paulista ano q vem….Pra tecnico deviam contratar o Roger….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*