São Paulo assegura: não fornece ajuda de custos a meia de 13 anos

A reportagem do LANCE!Net apurou que o garoto David Elias, que teria sido aprovado em testes no Barcelona na última semana, recebia uma ajuda de custo do São Paulo, mas a informação foi prontamente negada pelos representantes das categorias de base do clube.

Os tricolores alegam que a prática é considerada antiética nos padrões impostos pela Fifa no tratamento de jovens atletas. A medida é comum entre empresários e é uma forma de criar um vínculo com jogadores que ainda não podem assinar contratos.

A reportagem ouviu de pessoas próximas ao clube que a prática era comum na gestão de Geraldo de Oliveira, ex-gerente da base demitido pelo presidente Carlos Miguel Aidar. Depois que Júnior Chávare assumiu o posto em novembro, David teria deixado de receber a ajuda de custo.

A base é um dos setores que mais vem sofrendo corte de gastos na gestão Aidar. O mandatário acredita que o antecessor Juvenal Juvêncio gastava demais e tinha poucos resultados com o CFA Laudo Natel, em Cotia, e já dispensou centenas de atletas. Membros das comissões técnicas, observadores e olheiros também foram dispensados. Novos cortes podem ser feitos nesta semana.

Menina dos olhos de Juvenal, Cotia terá mais atenção também de Muricy Ramalho e todo departamento de futebol em 2015. O técnico já havia promovido quatro garotos no início deste ano e promete observar a Copa São Paulo de Juniores de perto para encontrar novos talentos que possam ser levados ao profissional.

Fonte: Lance

2 comentários em “São Paulo assegura: não fornece ajuda de custos a meia de 13 anos

  1. Xiii, quero ver o TREINEIRO se virar com a base sendo que a diretoria está pressionando. O cara NÃO GOSTA DE GAROTOS PRA NÃO TER TRABALHO, quer só medalhões par não ter trabalho e se perder colocar a culpa neles.

    Esse treinador não me engana, já o conheço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.