São-paulinos citam “força mental” e “superação” em virada no Pacaembu

Brigando contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro, o São Paulo precisou de frieza para vencer o Atlético-PR, por 2 a 1, na noite deste sábado, no Pacaembu. Logo no início do segundo tempo, o Tricolor sofreu um gol, mas não se desesperou e buscou a virada no fim da partida.

Após dominar completamente o primeiro tempo, mas não conseguir furar a retranca rubro-negra, o time treinado por Dorival Júnior sofreu o primeiro gol logo no início do segundo tempo. No entanto, Cueva, em noite inspirada, deu as assistências para Lucas Pratto e Maicosuel virarem para o São Paulo, aos 14 e 37 minutos, respectivamente.

“Mais um jogo muito difícil. As equipes parecem que jogam o dobro do que sabem contra o São Paulo. Parabéns à torcida e à equipe que se manteve mentalmente forte para reverter o jogo. Sabíamos que hoje era uma final e não poderíamos deixar escapar porque seriam duas vitórias para sair da zona de rebaixamento”, bradou o volante Petros, na saída do gramado do Pacaembu.

“O Dorival tem cobrado da gente, o jogo só acaba quando o juiz apita. Tem que se manter mesmo quando leva o gol. Não merecíamos perder hoje, na quarta passada, sim. Foi uma superação”, considerou o camisa 6.

Assim como Petros, Hernanes exaltou a força mental do Tricolor. “Hoje tínhamos que ganhar e conseguimos reverter a situação que estava controlada, mas ao mesmo tempo o Atlético era perigoso no contra-ataque”, avaliou o meio-campista.

Com 34 pontos ganhos, o São Paulo assumiu provisoriamente o 11º lugar do Brasileiro e não retornará à zona de rebaixamento ao final da rodada. O próximo compromisso é o duelo com o Fluminense, no Maracanã. “Fizemos o dever de casa e agora é se concentrar porque quarta-feira tem mais uma batalha”, concluiu Hernanes.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*