Rhodolfo, beque que nunca foi reserva, completa cem jogos pelo São Paulo com nova falha

Era para ser uma tarde de festa para o zagueiro Rhodolfo, 26 anos, um dos mais imperturbáveis jogadores da contestada defesa são-paulina. O camisa 4 completava a marca de cem jogos pelo clube, com o incrível histórico de nunca ter esquentado o banco: desde a estreia contra a Portuguesa no ano passado, quando ele até marcou um gol, o beque foi titular em todos os jogos em que foi relacionado.

Mas o domingo não foi de festa. O São Paulo perdeu para o Bahia por 1 a 0, com um gol que teve participação direta do mais experiente da zaga tricolor. Rhodolfo tentou sair jogando em um lance perto de sua área e tocou a bola não para um companheiro, mas diretamente nos pés de Gabriel, o atacante baiano.

A conclusão do lance foi a pior possível. Rhodolfo tentou se recuperar, mas saiu para a marcação de outro jogador adversário, deixando um vazio na defesa por onde Gabriel entrou com tranquilidade para finalizar contra o gol de Rogério Ceni.

A derrota pôs fim a uma sequência de três vitórias do São Paulo no Campeonato Brasileiro. E o erro de Rhodolfo se soma a uma lista de outras falhas, individuais e coletivas, que custaram ao time pontos importantes.

Um dos jogos mais lembrados é a derrota em casa para o Grêmio, no primeiro turno do Nacional, quando a defesa falhou duas vezes nos dois gols dos gaúchos.

Rhodolfo é o único remanescente da temporada passada entre os jogadores que compõe a defesa. E é o único que tem a escalação bancada por todos os técnicos que passaram pelo São Paulo desde então. Na última janela de transferência para o futebol europeu, teve seu nome sondado por clubes italianos, mas foi bancado pela diretoria.

Nos últimos jogos, porém, o principal zagueiro são-paulino tem sido Rafael Tolói, contratado junto ao Goiás e pedido do técnico Ney Franco. Depois da derrota em Salvador, o treinador lamentou o fato de o time ter se desgarrado do pelotão da frente, mas disse que ainda está na briga pelas primeiras posições.

O São Paulo é o quinto colocado com 34 pontos, mesma pontuação de Cruzeiro e Internacional. “Perdemos uma oportunidade de reduzir a pontuação para os que estão na nossa frente. Não tivemos a competência, mas ainda estamos na luta”, afirmou o treinador.

O próximo jogo será contra o próprio Internacional, na quarta-feira, no Morumbi. O São Paulo ainda terá Rhodolfo, mas não Lucas, convocado pela seleção brasileira para amistosos contra África do Sul e China.

Outro que deve voltar é Luis Fabiano, que foi poupado contra o Bahia para fazer fortalecimento muscular.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*