Reviravolta de Osvaldo faz São Paulo recusar oferta de clube japonês

osvaldo034

Há um mês, a diretoria do São Paulo tentou envolver o atacante Osvaldo em uma troca com o Fluminense pelo meia Wagner, sem consentimento do jogador. Naquele momento, Osvaldo já tinha recuperado a titularidade com Muricy Ramalho, mas não estava jogando ainda em nível muito inferior ao que o levou à seleção brasileira, há cerca de um ano. O São Paulo queria negociar Osvaldo. Um mês depois, a situação mudou completamente, e baseada na reviravolta em campo do jogador: o São Paulo recusou uma proposta de empréstimo do Kashima Antlers (JAP) pelo atleta.

Osvaldo nega, mas a diretoria do São Paulo confirma. Diz que houve sondagens, já recusadas. A proposta do Kashima Antlers foi de empréstimo até o fim de dezembro, com opção de compra ao término do contrato. Os mesmos dirigentes que há um mês diziam que o melhor para o clube e para Osvaldo seria o empréstimo, no qual teria mais chances de jogar e recuperar o bom futebol, hoje o tratam como titular importante para o time montado por Muricy Ramalho.

O Kashima Antlers é treinado por Toninho Cerezo, bicampeão mundial pelo São Paulo, e procura um atacante para suprir a saída de Yuya Osako, negociado em janeiro com o Munique 1860, da Alemanha. Osako, de 23 anos, foi o algoz do São Paulo na Copa Suruga, em agosto de 2013: o atacante marcou três vezes na vitória do Kashima Antlers por 3 a 2, e afundou o time de Paulo Autuori na crise antes de retornar ao Brasil.

Osvaldo também não demonstrou tanto interesse na proposta do clube japonês. O jogador chegou a pensar em sair neste início de ano, pelo mau momento que durou quase um ano. Osvaldo também se aborreceu com a possibilidade de ser trocado por Wagner com o Fluminense, pois só soube da proposta após o início da negociação – rompida pela falta de tempo para inscrever os jogadores nos estaduais do Rio de Janeiro e de São Paulo.

Na última quarta-feira, a estreia foi de Alexandre Pato, mas o destaque foi Osvaldo. Ele foi o autor do gol tricolor na vitória por 1 a 0 sobre o CSA, em Maceió. Nas outras partidas anteriores, manteve bom desempenho. Foi um dos melhores do São Paulo no clássico contra o Corinthians, vencido por 3 a 2, e fez um dos gols no 4 a 0 sobre o Audax.

Em junho de 2013, o Metalist, da Ucrânia, procurou o São Paulo por Osvaldo. Chegou a ser apresentada uma proposta de 6 milhões de euros à diretoria que até então era comandada por Adalberto Baptista. Como Osvaldo havia sido convocado para a seleção brasileira havia menos de três meses, a má fase era encarada como algo que logo se encerraria, e o São Paulo apostou em mantê-lo.

Desde a proposta ucraniana a diretoria do São Paulo fala em oferecer um novo contrato a Osvaldo. A queda de rendimento do jogador, junto à crise pela qual o time passou em 2013, provocou mudança nos planos. Até agora o vínculo, que vai até o fim de 2015, não foi renovado.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*