Reforçados, São Paulo e Atlético-MG iniciam batalha caseira na Libertadores

Os dois primeiros jogos entre São Paulo e Atlético-MG pela Libertadores já haviam gerado muita expectativa por parte da torcida e da imprensa. Nesta quinta-feira, o novo encontro entre eles promete ser ainda mais chamativo. E o confronto ganha reforço dos dois lados.

O São Paulo volta a ter Jadson, que esteve suspenso na última partida. Grande garçom do time do Morumbi, o meia volta a dar o toque de qualidade do meio de campo, ao lado de Paulo Henrique Ganso. A baixa fica por conta de Luis Fabiano, que cumpre seu último jogo de gancho. Seu lugar será ocupado por Aloísio.

Já o Atlético terá o retorno de dois importantes jogadores para o duelo. Bernard e Diego Tardelli, que estavam lesionados no jogo do dia 17, estão recuperados e são as principais apostas do técnico Cuca para que o bom futebol, que encantou na fase de grupos da Libertadores, volte nas oitavas de final. A única ausência será do zagueiro Leonardo Silva, suspenso, que será substituído pelo experiente Gilberto Silva.

“Quem faz  diferença é o jogador, a qualidade individual, numa partida de decisão. Nós temos um time maduro, estamos preparados para fazer um bom jogo. São jogadores experientes e nesse momento a experiência é importantíssima. Eles dão suporte, alicerce maior para os jovens”, disse Cuca em coletiva de imprensa após comandar o treino de sua equipe no CT do Corinthians.

Bernard ainda sente desconforto no ombro esquerdo, mas pediu para jogar. Tardelli, que sofreu lesão muscular, se mostra mais inteiro fisicamente. Ao lado de Ronaldinho Gaúcho e do centroavante Jô, os atletas formam quarteto ofensivo poderoso, que participou de 12 dos 18 gols assinalados pelo time no torneio.

Ney Franco elogiou a volta dos dois atletas, mas tentou mostrar que seu time está preparado para enfrentar um Atlético-MG mais forte, especialmente com a força da torcida, que esgotou os ingressos para a partida.

Segundo o comandante são-paulino, o segredo será não tomar gol dentro de casa e conseguir quebrar a retranca mineira no Independência.

“Independentemente de jogar a primeira ou a segunda em casa, temos o cenário básico de ganhar em casa e não tomar gols. O gol fora faz muita diferença. Precisamos ganhar aqui e levar a decisão para o Independência, campo onde o Atlético-MG tem um aproveitamento muito alto”, disse o são-paulino.

FICHA TÉCNICA – SÃO PAULO X ATLÉTICO-MG

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 02/05/2013, quinta-feira
Horário: 20h15 (de Brasília)
Árbitro: Antônio Arias (Paraguai)
Assistentes: Carlos Caceres e Dario Gaona (ambos do Paraguai)

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Lúcio, Rafael Toloi e Carleto; Wellington, Denílson, Paulo Henrique Ganso e Jadson; Osvaldo e Aloísio
Técnico: Ney Franco

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Gilberto Silva, Réver e Richarlyson; Pierre, Leandro Donizete, Diego Tardelli e Ronaldinho Gaúcho; Bernard e Jô
Técnico: Cuca

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*