Quarteto 100% do São Paulo prepara ‘arsenal de gols’ contra os argentinos

O São Paulo faz nesta quinta-feira, contra o Arsenal (ARG), no Pacaembu, seu quinto jogo nesta edição da Copa Libertadores e, pela primeira vez na fase de grupos, o técnico Ney Franco repetirá a escalação do jogo anterior no torneio.

E diante dos argentinos, o comandante são-paulino colocará, com Aloísio pelo lado direito do ataque, sua melhor formação ofensiva até aqui na temporada.

Nas três partidas de 2013 em que o quarteto Jadson, Aloísio, Osvaldo e Luis Fabiano iniciou entre os titulares, o Tricolor teve 100% de aproveitamento e ainda marcou dez gols – melhor marca entre todas as formações testadas até agora.

Contudo, apesar de Aloísio contribuir para a melhora na linha de frente, o atacante ainda não se sente de fato parte dos 11 iniciais.

– Vou brigar, treinar, me esforçar sempre para virar titular do São Paulo. Na minha opinião, ainda não sou (titular absoluto) – disse ontem, em entrevista coletiva.

O desempenho invicto e as boas atuações de Aloísio no mesmo 4-3-3 que será utilizado amanhã desbancaram inclusive o que Ney Franco tinha, no início da fase de grupos, como o seu ataque ideal da equipe.

Diante do Atlético-MG, o treinador optou por Douglas à frente, junto de Osvaldo e Luis Fabiano. Antes de viajar a Belo Horizonte, disse que o camisa 23 poderia ser “a grande novidade do futebol brasileiro” na temporada. Entretanto, a má apresentação no Independência e também a lesão de Paulo Miranda dias depois forçaram o técnico a escalar Douglas na lateral, abrindo vaga na direita do ataque. Com boas participações quando entrou no decorrer dos jogos, Aloísio reconquistou a vaga entre os titulares.

No Pacaembu, ele terá em seus pés mais uma chance para confirmar não só que, com ele, o poder de fogo são-paulino é maior, mas também que é o cara certo para definir, de vez, uma formação para 2013.

ÚTIL TAMBÉM QUANDO VEM DO BANCO

Apesar de fazer parte do melhor ataque testado por Ney Franco nesta temporada, Aloísio – como ele mesmo disse – não é titular absoluto do São Paulo ainda.

Mas mesmo quando está no banco de reservas, também aproveita bem a maioria das chances dadas pelo treinador no decorrer das partidas. As únicas exceções ficam por conta das derrotas para Bolívar (BOL), em La Paz, e para o Santos, na Vila Belmiro.

Contra o Atlético-MG, na primeira rodada da fase de grupos, Aloísio entrou na etapa final e marcou o gol do Tricolor na derrota por 2 a 1, no Independência.

Diante do São Caetano, pelo Paulistão, o camisa 19 também veio a campo no segundo tempo e marcou, de cabeça, o quarto do São Paulo no triunfo por 4 a 2 sobre o Azulão, no Anacleto Campanella.

No duelo seguinte, ante o Linense, no Morumbi, entrou no lugar de Ganso ainda no intervalo e melhorou o rendimento do time, que marcou dois gols na etapa complementar para fechar a vitória por 3 a 0.
Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*