Psicóloga do São Paulo exalta jogadores: “Aguentaram pressão”

A exemplo do meia Hernanes, a psicóloga do São Paulo, Anahy Couto, usou as redes sociais para comemorar a permanência da equipe na Série A do Campeonato Brasileiro, consolidada com o empate sem gols com o Botafogo, no último domingo, no Pacaembu.

“Matematicamente livres. Um ano que até o emocional da psicóloga foi testado. Tenso demais. Que loucura. Parabéns, rapazes, aguentaram uma pressão que poucos suportariam”, escreveu a psicóloga, em seu perfil no Instagram.

Anahy Couto, psicóloga do São Paulo, vibrou com permanência do time na Série A (Foto: Reprodução/Instagram)

Durante a sofrida campanha tricolor, o técnico Dorival Júnior ressaltou o trabalho feito pela psicóloga do clube em busca da recuperação da autoestima dos atletas. “Foi um campeonato muito complicado. Só quem está lá dentro sabe do que eu estou falando. Foi o esforço de muitos profissionais, uma entrega muito grande dos jogadores para recuperar esse quadro”, rememorou o treinador, após a partida do último domingo.

Os jogadores também se mostraram aliviados por terem livrado a equipe do risco de rebaixamento. O volante Jucilei criticou a temporada do clube, mas projetou um 2018 melhor.

“Sentimento de alívio, mas também de tristeza, pelo fato de ter sido um ano muito ruim para o São Paulo. Ano de chacota. Difícil, mas superamos. Deixar bem claro que 2018 vai ser bem diferente. Isso já foi conversado, vamos brigar por títulos, eu acredito. A base do São Paulo é muito forte, vamos mantê-la e fazer um ano diferente”, garantiu o camisa 25.

Com o empate diante do Botafogo, o São Paulo chegou aos 46 pontos e caiu para o 13º lugar. No entanto, o 1 a 1 entre Vitória e Cruzeiro, e confronto direto entre Ponte Preta e Vitória na rodada seguinte sacramentaram a permanência do time na primeira divisão.

Restando duas rodadas para o fim do Brasileiro, o Tricolor ainda enfrentará Coritiba, fora, e Bahia, em casa, com pequenas chances de classificação à Copa Libertadores de 2018.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

5 comentários em “Psicóloga do São Paulo exalta jogadores: “Aguentaram pressão”

  1. Certamente o time multi campeão de 92 e 93 não havia psicólogo mas sim um técnico de verdade. Hj se tem tudo como psicólogo, podólogo, cabelereiro, nutricionista, fisiologista, ortopedista, fisioterapeuta, médico, preparador físico, massagista, roupeiro, cozinheiro, assessor, enfim….os jogadores tem de tudo inclusive pagamento em dia só não tem futebol. Bando se incompetentes de jogadores a diretores. Uma reforma no São Paulo hj é mais importante que uma reforma da previdência.

    • O nosso CT é superequipado. Ele conta até com “personal stylist” para os cabelos, as tatuagens e os cordões/anéis e pulseiras de ouro Time ostentação, não é mole não! Mas, futebol que é bom….nadica de nada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*