Posições e nomes: saiba os reforços que o São Paulo procura para 2018

Livre do rebaixamento, garantido na Copa Sul-Americana e com chances remotas de buscar um lugar na Taça Libertadores, o São Paulo está há algumas semanas no mercado.

De olho em 2018, o clube pretende manter o técnico Dorival Júnior, cujo contrato é válido até dezembro da próxima temporada.

Os nomes e posições buscados serão adequados em cima do orçamento para 2018, em discussão no Conselho de Admnistração, e do modelo de jogo pensado pelo treinador.

Presidente Leco, técnico Dorival Júnior e diretor Vinicius Pinotti planejam 2018 (Foto: Rubens Chiri / site oficial do SPFC)

Presidente Leco, técnico Dorival Júnior e diretor Vinicius Pinotti planejam 2018 (Foto: Rubens Chiri / site oficial do SPFC)

Veja abaixo as posições e os nomes observados:

Atacantes

Com as saídas de Gilberto, Denilson (foram liberados inclusive dos treinos), Marcinho (Fortaleza tem interesse) e a incerteza sobre o futuro de Wellington Nem, emprestado até o fim do ano pelo Shakhtar Donetsk, o São Paulo busca jogadores para reforçar o setor.

O clube quer dois perfis de atacantes: centroavante, se possível com mobilidade, e ponta (que atua pelos lados do campo). Há interesse em atletas com as duas características.

Um dos jogadores de beirada é Carlos Eduardo, do Goiás. A conversa esfriou nas últimas semanas, mas o São Paulo não desistiu completamente do atleta de 21 anos. Lucas Pratto e Brenner são as opções certas no elenco para 2018. Marcos Guilherme, por sua vez, está emprestado até junho.

Carlos Eduardo é observado pela diretoria do São Paulo (Foto: Rosiron Rodrigues / Goiás E.C.)

Carlos Eduardo é observado pela diretoria do São Paulo (Foto: Rosiron Rodrigues / Goiás E.C.)

Os principais reforços no setor seriam as permanências de Jucilei (emprestado até o fim do ano) e Hernanes (emprestado até junho de 2018).

O caso de Jucilei é o mais urgente: o contrato termina no fim do ano e ele quer ficar. O próprio jogador calcula que o preço de compra seria algo entre 5 milhões de euros e 6 milhões de euros (R$ 22,8 milhões na cotação atual). A impressão no São Paulo é de que o negócio avançou nos últimos dias.

Na semana passada houve uma reunião com o representante do Shandong Luneng no Brasil, o agente Joseph Lee. O clube do Morumbi sabe que acertar um novo empréstimo é difícil e tenta um caminho para adquirir os direitos econômicos.

Além disso, o Tricolor pediu o retorno de Artur, volante emprestado ao Columbus Crew, dos Estados Unidos.

Mas o São Paulo também busca, sim, um meia criativo, com capacidade de finalização e chegada ao ataque. De preferência jovem. Há nomes sendo monitorados com essas características.

Jucilei, craque também no saxofone, quer ficar no São Paulo em 2018 (Foto: Erico Leonan)

Jucilei, craque também no saxofone, quer ficar no São Paulo em 2018 (Foto: Erico Leonan)

Laterais

O clube busca ao menos um lateral-direito para 2018 e observa nomes no mercado. Rafinha, do Bayern de Munique, foi sondado, mas as condições financeiras são vistas como um empecilho.

Victor Ferraz, do Santos, foi indicado por Dorival e interessa. O nome é aprovado pela direção e a conversa é conduzida pelos presidentes Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco (São Paulo), e Modesto Roma (Santos).

Victor Ferraz, do Santos, foi indicado por Dorival ao São Paulo (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Victor Ferraz, do Santos, foi indicado por Dorival ao São Paulo (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Um dos nomes observados no passado recente, Marcos Rocha, do Atlético-MG, não está mais na mira do São Paulo. Os salários do jogador são considerados fora da realidade do Tricolor.

Outros nomes também são falados nos bastidores para a posição, como o de Cristovam, do Paraná, e Dudu, do Figueirense. A condição do negócio para este segundo foi consultada e considerada cara: cerca de R$ 4 milhões.

No outro lado, a lateral esquerda está preenchida. Reinaldo (voltará de empréstimo da Chape e tem renovação acertada verbalmente por três anos) e Edimar (o São Paulo tem acerto para exercer a compra do contrato de empréstimo com o Cruzeiro) são os nomes.

Júnior Tavares, cujo potencial é elogiado, tem sido usado nos últimos jogos na segunda linha, do meio de campo. A avaliação interna é de que o lateral se trata de um grande jogador, mas que precisa se concentrar mais no trabalho. Não está descartada a saída dele.

Júnior Tavares poderá ser negociado em 2018 (Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net)

Júnior Tavares poderá ser negociado em 2018 (Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net)

Zagueiro

O São Paulo buscava um defensor e observava a posição há mais de um mês para antecipar um problema pelas possíveis saídas de Lugano e Rodrigo Caio. Em fim de contrato, o uruguaio não renovará (o ídolo ainda não sabe se vai se aposentar ou até se assumirá uma nova função dentro do Tricolor).

A percepção interna é de que Rodrigo Caio, alvo constante nas janelas internacionais, tem poucas chances de sair. O Zenit, da Rússia, negociou sua contratação, mas a transferência não se concretizou. A principal razão para a permanência é que o atleta busca uma vaga na Seleção para a Copa do Mundo da Rússia.

Com isso, a análise inicial é de que não há urgência por um novo defensor. O São Paulo teria hoje Arboleda, Rodrigo Caio, Bruno Alves, Éder Militão (atuou assim com Ceni) e Aderllan.

Iago Maidana, emprestado ao Paraná, está na mira do Bahia, como contrapartida por Jean. Mas a ordem é para que ele se reapresente no dia 3 de janeiro, no CT da Barra Funda. Primeiro o Tricolor quer renovar seu vínculo e depois definir o futuro. O aproveitamento do atleta de 21 anos neste momento é visto como improvável.

Rodrigo Caio é um dos jogadores mais valorizados do São Paulo (Foto: Erico Leonan / site oficial do SPFC)

Rodrigo Caio é um dos jogadores mais valorizados do São Paulo (Foto: Erico Leonan / site oficial do SPFC)

Goleiro

Entre todas as posições observadas é a que tem a situação mais adiantada. Jean, do Bahia, adversário deste domingo, no Morumbi, tem acerto verbal com o São Paulo. O clube do Morumbi pagará uma quantia financeira.

A ideia do São Paulo é ter Jean, Sidão e Lucas Perri disputando a posição de goleiro. Denis vai deixar o Morumbi, e Renan Ribeiro não deverá renovar contrato.

Renan, inclusive, pode assinar um pré-contrato com outros clubes desde a última terça-feira, seis meses antes do término de seu vínculo, válido até 28 de maio de 2018.

Fonte: Globo Esporte

5 comentários em “Posições e nomes: saiba os reforços que o São Paulo procura para 2018

  1. Pelo que vejo iremos sofrer novamente em 2018. Continuo insistindo que a defesa do tricolor é fraca, Rodrigo Caio não é zagueiro, não vejo o São Paulo contratar bons jogadores para o ano que vêm, infelizmente seremos um time medíocre que não passa de coadjuvante em campeonatos.
    É duro mas é fato enquanto os rivais contratam e conquistam títulos, ficamos somente com as humilhações e as trapalhadas dessa diretoria ridícula que só vêm afundando o tricolor cada vez mais para ser ridicularizado e freguês dos outros, muito triste!

  2. Espero que o nosso tricolor venha mais forte esse ano de
    2018 para disputar lutar por títulos, e não ter que passar por essa umilhação de zona de rebaixamento ao qual não condiz com a história do São Paulo que é o maior do Brasil!

  3. Não acho bom negócio liberar o Jr Tavares pra outro time não, principalmente o sccp. Estaremos fortalecendo o rival.

    O Jr Tavares precisa de um time treinado para poder jogar. Tanto que foi bem com o Rogério ceni e foi mal no 2o semestre quando o time foi desmantelado e ele ficou exposto. Agora com pré temporada e nas mãos do dorival ele vai voltar ao bom nível dele.

    Quando o carille disse que queria o reinaldo era jogo de cena eles sempre tiveram em mente o Jr, pode oferecer o reinaldo que eles não vão querer.

    A verdade é que num time defensivamente organizado, o jr vai voltar a jogar bem. Ele tem como uma de suas virtudes o cruzamento e o jo com a boa presença de área que tem vai cansar de fazer gol.

    • Penso como você, Alline; só acho que o garoto precisa de um acompanhamento extra-campo e muita conversa com a psicóloga do clube. Ele me parece meio truculento e despreparado psicologicamente para ser um profissional na verdadeira acepção da palavra. Alguém precisa mostrar pra ele o que ele pode perder caso continue a ter problemas comportamentais!
      Alem disso, não dá para uma troca pura e simples com o Luca, que pode até ser um bom jogador, mas precisa provar num clube grande, coisa que, até hoje, ele ainda não fez. Assim como você, gostaria que o clube lhe desse a oportunidade de voltar para a pré-temporada…

  4. Paulo Pontes, de novo Rodrigo Caio? mais uma janela e o Nutella com 1580 especulações plantadas. Sendo torcedor do São Paulo, fico envergonhado com essa situação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*