Para valorizar grupo, Autuori desconversa sobre reforços

Com o afastamento de Lúcio, a saída de Rhodolfo e a lesão de Paulo Miranda, o setor defensivo tornou-se o a maior preocupação do técnico Paulo Autuori. O treinador, no entanto, procurou desconversar sobre a necessidade reforçar a defesa tricolor.

Após a vitória sobre o Benfica, o técnico foi questionado sobre a possível chegada de reforços, mas preferiu falar sobre os pontos fortes do elenco tricolor.

“Seria uma covardia mina falar de reforços agora para com os jogadores que estão se esforçando”, respondeu Autuori. O comandante disse que a maratona de jogos do clube pela Europa e Japão testa a “capacidade de sofrimento” dos atletas, e elogiou-os pela dedicação.

Nos bastidores, a diretoria trabalhar para tentar novas contratações e também negociar Lúcio, que foi afastado.

Na passagem por Portugal Autuori também teceu elogios ao jovem zagueiro Lucão, de 17 anos, que estreou contra o Bayern de Munique e também enfrentou o Milan pela Copa Audi, na Alemanha. “É um jogador tranquilo, muito sereno e com muita qualidade técnica, apesar da pouca idade. Vejo o Lucão com uma maturidade futebolística incrível apesar da idade, que é uma coisa inata. Não tenho dúvida de que ele vai ter um futuro brilhante no São Paulo.”

O treinador disse que pensar utilizar o jovem zagueiro no Campeonato Brasileiro. “Não tenho problema de idade, para mim o que vale é a qualidade, e isso ele tem.”

Lucão revelou que teve uma conversa privada com o técnico e que recebeu incentivos e conselhos. Autuori contou ao atleta que quando treinava o Kashima Antlers lançou na equipe japonesa um zagueiro de 17 anos, como Lucão, e que esse atleta se firmou na posição, chegou à seleção japonesa e hoje atua na Europa. Esse poderia ser o caminho do jogador no São Paulo, acrescentou o treinador.

Com a volta dos zagueiros Rafael Tolói, para ser poupado, e Paulo Miranda, lesionado, para o Brasil, Lucão pode ter nova chance na quarta-feira, dia 7, na final da Copa Suruga.

Paulo Miranda, que sofreu uma lesão muscular na coxa na derrota tricolor contra o Bayern de Munique, será avaliado assim que chegar no Brasil, neste domingo. O atleta havia iniciado tratamento ainda na Alemanha e já não se queixava de dores. Os médicos do São Paulo preferiram não arriscar um prognóstico do tempo de recuperação do atleta.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.