No Morumbi, Choque-Rei define quem inicia reta final dentro do G4

A partir das 16 horas (de Brasília) deste domingo, o Morumbi recebe um Choque-Rei que decide quem iniciará as dez últimas rodadas do Campeonato Brasileiro entre os quatro primeiros colocados. Irregulares ao longo da competição, São Paulo e Palmeiras tentam se firmar para, ao menos, garantir uma vaga na Libertadores de 2016 por meio da liga nacional.

O Verdão vem de três vitórias consecutivas no Brasileiro e ocupa a quarta colocação. Assim, continua no G4 se não perder. Já o Tricolor tem dois pontos a menos, figura em quinto lugar e vem de derrota para o Avaí e empate em casa diante da Chapecoense em suas últimas partidas no torneio. Mas não perde um Choque-Rei no Morumbi desde 20 de março de 2002.

O São Paulo chega para o clássico em meio a uma forte turbulência nos bastidores e com a real possibilidade de perder o técnico Juan Carlos Osorio daqui poucos dias. Ainda assim, os tricolores mostram que uma vitória diante do rival é a maior prioridade do momento.

“Nosso planejamento foi feito pensando nos jogos contra o Vasco e o Palmeiras”, afirmou o técnico Juan Carlos Osorio, valorizando um pouco o seu trabalho mesmo com sete jogadores vendidos desde a sua chegada ao clube, em junho. “Vamos encarar um dos elencos mais robustos do futebol brasileiro, mais robusto do que o nosso, mas que, se conseguirmos a vitória, entramos na zona de classificação para a Libertadores”, apontou.

O colombiano não terá o centroavante Luis Fabiano, fora do embate por causa de um trauma na região do tórax sofrido no triunfo sobre o Cruz-maltino. Para o seu lugar, Osorio acredita que a entrada de um jogador mais leve, que circule mais no ataque, pode ser até mais efetiva do que uma referência.

Rafael Marques volta a ser titular diante do São Paulo (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)
Rafael Marques tem nova chance de iniciar clássico diante do São Paulo (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

“Creio que Vitor Hugo e Jackson são dois zagueiros que se dão melhor quando encaram um time com um centroavante. Por isso, uma equipe com dois ou três pontas pode ser a melhor saída para podermos propor o jogo contra o Palmeiras”, analisou.

Sendo assim o mais provável é que Wilder entre na equipe, com Ganso sendo deslocado para a função quase de um falso 9, e a novidade fazendo companhia a Alexandre Pato e Michel Bastos. Carlinhos, que sente dores na coxa esquerda há alguns dias, pode ser poupado. Reinaldo e Matheus Reis brigam pela vaga, com vantagem para o garoto.

O Palmeiras, por sua vez, não poderá contar com o atacante Dudu, que cumpre o último jogo da suspensão definida pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), e o volante Arouca. No ataque, Rafael Marques é a novidade, enquanto Zé Roberto, recuperado de dores musculares, entra no meio-campo.

A meta é somar três pontos para ficar mais tranquilo na busca por uma vaga na Libertadores. “A briga será muito concorrida até o final. A diferença de pontos é muito pequena. Precisamos de atenção redobrada e um jogo consistente e forte”, cobrou Marcelo Oliveira.

“Felizmente, os últimos jogos do Palmeiras foram muito bons, estamos satisfeitos. Mas não podemos nos acomodar, precisamos querer mais e buscar mais porque esse é o objetivo de todos”, prosseguiu o treinador.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X PALMEIRAS

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 27 de setembro de 2015, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP)

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Bruno, Rodrigo Caio, Lucão e Carlinhos (Matheus Reis ou Reinaldo); Breno, Thiago Mendes; Michel Bastos, Wilder, Ganso e Alexandre Pato
Técnico: Juan Carlos Osorio

PALMEIRAS: Fernando Prass; Lucas, Jackson, Vitor Hugo e Egídio; Thiago Santos, Robinho e Zé Roberto; Rafael Marques, Gabriel Jesus e Barrios
Técnico: Marcelo Oliveira

Um comentário em “No Morumbi, Choque-Rei define quem inicia reta final dentro do G4

  1. Se o Osorio entrar com Carlinhos na lateral ou fazer alguma invenção de colocar carlinhos de atacante vai ser uma festa para as pepas, tem que entrar com Matheus reis e no lugar do Wilder o Rogerio é mais atacante e insinuante que Wilder.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*