Neymar lança aposta com Ganso e pede à torcida que trate bem o meia

O  reencontro com o compadre Paulo Henrique Ganso, do São Paulo, no clássico deste domingo, às 17h (de Brasília), na Vila Belmiro, foi o principal assunto da entrevista coletiva concedida por Neymar, do Santos, nesta quinta-feira à tarde, no CT Rei Pelé. Parceiro do camisa 8 do Morumbi desde a base do Peixe até setembro do ano passado, quando o meia se transferiu para o Tricolor, a estrela alvinegra admitiu que será “esquisito” ver o amigo com outra camisa, e prefere até que ele não entre em campo. Ganso tem sido reserva e deve iniciar o San-São no banco.

Antes do San-São, o jogador de 20 anos lançou uma aposta com Ganso: quem perder o clássico pagará um jantar. Neymar aproveitou para pedir aos torcedores santistas que forem à Vila Belmiro para poupar Ganso de xingamentos. Ele lembrou do jogo entre Brasil e África do Sul, no Morumbi, dia 7 de setembro do ano passado, quando foi hostilizado.

– A torcida do Santos é muito diferente, e espero que ela possa receber o Ganso com respeito, por tudo o que ele fez aqui. Ninguém ficou feliz com aquela atitude do Morumbi. Eu não ligo para xingamentos ou vaias, mas a família sente. É algo ruim de se ver. Eu amo o Ganso, ele é meu irmão, e se acontecer algo ruim a ele, também ficarei triste, assim como a família dele – pediu Neymar.

O craque do Peixe aproveitou para encerrar a polêmica sobre racismo em que se envolveu na última quarta-feira, durante duelo entre Peixe e Ituano. Aos 25 minutos do primeiro tempo, ele se encaminhou na direção do técnico da equipe do interior, Roberto Fernandes, porque entendeu que havia sido chamado de “macaco”. Fernandes se defendeu dizendo que não falou isso, mas que Neymar era “cai-cai”.

– Eu escutei algo (racista), mas não tenho certeza de quem falou. Por isso, voltei para perguntar. Ele (Roberto Fonseca) fugiu da ética, pois não tem o direito de falar do time adversário. Não pode me ofender e chamar de “cai-cai”. Nunca vi o Muricy falando com jogadores do outro time. Ele me xingou, e eu o xinguei da mesma forma. Mas ficou por isso. O assunto está encerrado – completou.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*