Ney Franco mantém mistério sobre substituto do Fabuloso na decisão

A expulsão de Luis Fabiano aos 13 minutos do primeiro tempo do empate por 0 a 0 com o Tigre, na última quarta-feira, gerou uma dúvida na cabeça do torcedor do São Paulo: quem substituirá o Fabuloso no segundo jogo da final da Copa Sul-Americana, dia 12, no estádio do Morumbi? A questão se estende também ao elenco tricolor – até agora, o técnico Ney Franco não deu qualquer pista sobre como mexerá no time.

Nesta sexta-feira, na reapresentação do elenco após o jogo em Buenos Aires, os titulares fizeram atividades leves, exercitando-se em um descontraído futevôlei. O tradicional coletivo foi reservado apenas aos reservas, que também treinaram finalizações. Assim, Ney deixou a vaga em disputa: ele pode manter o esquema com três atacantes ou manter apenas Lucas e Osvaldo no setor ofensivo, optando pela entrada de um novo meia.

Com o trabalho deste sábado, no CT da Barra Funda, fechado à imprensa, o treinador só deverá revelar quem ocupará a vaga na próxima segunda, a apenas dois dias do jogo decisivo. Enquanto Willian José, que tem pré-contrato com o Santos, e o jovem Ademilson são opções no ataque, Cícero, descontente com a reserva, e Paulo Henrique Ganso surgem como alternativas para uma mudança tática, sendo que o primeiro pode jogar tanto no meio como no ataque.

– O Luis Fabiano com certeza vai fazer falta, mas temos de nos concentrar neste jogo. Sabemos que será da mesma maneira que foi lá (em Buenos Aires), difícil e pegado. Vamos ver o que o professor Ney decidirá. Espero que quem entre dê conta do recado – afirmou o atacante Osvaldo.

– O Ney (Franco) vai nos passar como devemos jogar sem o nosso ponto de referência. Tenho certeza de que ele vai armar a equipe para termos uma boa partida – completou Rhodolfo.

Confiante, o lateral Cortez disse ter certeza de que, independentemente da escolha do técnico, o plantel poderá comemorar, unido, o fim do jejum de quatro anos sem títulos do São Paulo. Além de representar a decisão de um título continental e o último jogo em 2012, a partida também marcará a despedida do meia-atacante Lucas, que vai para o Paris Saint-Germain, da França.

– O professor tem várias opções.Willian José, Cícero, Ademilson… Quem ele colocar com certeza vai dar conta do recado, para que nos ajude e possamos comemorar todos juntos no final – apostou.

No jogo de ida, Cícero foi opção no banco de reservas, enquanto Willian José acabou cortado da relação. O argumento de Ney Franco foi que poderia utilizar o primeiro também como lateral-esquerdo, caso Cortez tivesse algum problema. O atacante, por sua vez, acumula três gols na Copa Sul-Americana e pode tornar-se artilheiro caso balance a rede mais duas vezes – hoje o goleador é Fábio Renato, da LDU de Loja, com cinco tentos. .

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*