Muricy vê vantagem no confronto entre brasileiros

O regulamento da Copa Sul-Americana colocou frente a frente São Paulo e Ponte Preta na semifinal da competição. E para o técnico Muricy Ramalho, que enfrentaria o Libertad-PAR caso os campineiros fossem eliminados pelo Vélez-ARG, nas quartas de final, o chaveamento foi bom para os dois clubes, que já vivem a desgastante rotina do Campeonato Brasileiro.

“Basicamente, o que muda mesmo é a viagem, porque gera menos desgaste para os times. Foi bom pra a gente e pra eles, porque os dois estão brigando pra subir na tabela do Brasileiro e, assim, não precisam fazer viagens longas”, avaliou o treinador, nesta sexta-feira (8), durante a reapresentação do elenco após a partida contra o Atlético Nacional, na Colômbia.

Classificado para disputar uma vaga na decisão da competição continental, que garante ao campeão um lugar na Libertadores da América de 2014, o São Paulo já passou por Chile (Universidad Católica) e Colômbia para chegar até aqui. As deslocações foram desgastantes e, por isso, o treinador valorizou o confronto em Campinas, que fica distante apenas uma hora da capital paulista.

“Mas acho que essa é a única vantagem mesmo, porque será tão difícil quanto o Libertad-PAR (que seria o adversário pelo chaveamento original). Essa competição tem jogos duros, como foram os anteriores, então de qualquer forma é uma partida complicada”, finalizou Muricy.

Os jogos serão nos dias 20 e 27 de novembro. Primeiro no Morumbi e,depois, no Moisés Lucarelli. O vencedor enfrentará Libertad-PAR ou Lanús-ARG na grande decisão do torneio, que sagrou o Tricolor campeão – invicto – na temporada passada. Vale lembrar que o meio-campista Paulo Henrique Ganso, liberado após cumprir dois jogos de suspensão, está de volta ao time.

Fonte: Site Oficial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*