Miranda: ‘Hoje, não é fácil jogar na defesa do São Paulo’

Um ano no futebol europeu fez bem a Miranda, que se vê como um jogador mais completo do que quando deixou o Brasil. Mas o título da Liga Europa e as boas atuações com a camisa do Atlético de Madrid (ESP) não fazem com que o zagueiro esqueça de dois clubes fundamentais em sua carreira: Coritiba e São Paulo.

Revelado pelos paranaenses e consagrado no Tricolor, Miranda passou cinco anos em cada um dos rivais desta quarta-feira. O defensor mantém contato com amigos dos dois lados, e até por isso está “em cima do muro”.

 

Profundo conhecedor do Couto Pereira, Miranda avisa que o Tricolor, apesar da boa vantagem, terá dificuldades para segurar a pressão. Este foi um dos assuntos comentados pelo zagueiro em bate-papo com a reportagem do LANCENET!, por telefone, enquanto curte férias no Brasil…

Primeiro jogo
“Vi pela televisão. Um jogo muito duro, em que o Coritiba foi superior na maior parte. Acho que o São Paulo conseguiu um grande resultado, mesmo jogando em casa. Pelo que vi do Coritiba, vai dar dor de cabeça para o São Paulo em casa.”

Couto Pereira
“O Coritiba vai com a motivação da torcida. Eles entram muito mais motivados. Vai ser emocionante do começo ao último minuto. A torcida não deixa de apoiar em nenhum segundo.”

Pressão
“Não digo a maior pressão do futebol brasileiro, mas o time do Coritiba sabe usar bem o fator campo. A pressão que a torcida faz, ajuda muito. O São Paulo tem de ter muito cuidado.”

São Paulo
“Sinto saudade. Fiz muita coisa boa e, praticamente, todos os prêmios individuais que poderia ganhar, ganhei. Um clube que me deu uma boa condição de trabalho, que nem na Europa tem. Fui tricampeão brasileiro e foi onde iniciei minha carreira com a Seleção Brasileira. Foi o meu melhor momento e o que consegui devo ao São Paulo.”

Defesas
“Para jogar na defesa do São Paulo é preciso ter muita personalidade, porque nós da última geração tivemos sorte e competência. Tudo deu certo para gente e ganhamos muitas coisas. A defesa de hoje tem sido muito criticada e sei que não é fácil jogar na defesa do São Paulo. Acredito que vão conseguir desempenhar um bom papel e manter o alto nível, porque tem qualidade. São duas defesas fortes. As duas têm zagueiros que podem decidir na frente.”

Torcida
“Quero que ganhe quem jogar melhor. Vejo o São Paulo com uma vantagem muito grande. Não tomou gol em casa e, se fizer um gol na casa do adversário, pode decidir o jogo, já que ficará mais tranquilo.”

Retorno ao Brasil
“Não pretendo voltar. Estou muito feliz na Espanha, venho de um título europeu e espero que ainda possa crescer ainda mais na minha carreira profissional. Madrid é uma cidade maravilhosa. A adaptação foi muito boa, meus filhos estão na escola, minha esposa também se adaptou bem. É uma cidade que todos gostam de morar. Estou em uma fase muito boa e pronto para voltar à Seleção Brasileira, o que é um grande objetivo.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*