Michel deve voltar na terça, mas ida à Argentina está quase descartada

O meia Michel Bastos está próximo de começar a treinar com bola no CCT da Barra Funda, mas dificilmente será relacionado para a viagem a Buenos Aires, nesta quarta-feira, local onde o Tricolor encara o River Plate, um dia depois, no estádio Monumental de Núñez. Apesar de ser um dos favoritos de Edgardo Bauza pela experiência em competições internacionais, a falta de preparo físico após dez dias parado deve ser determinante no veto.

O jogador fez um trabalho no Reffis nesta segunda-feira, ainda buscando a cura total de uma contratura muscular na coxa esquerda, sofrida ainda no primeiro tempo da derrota por 1 a 0 diante da Ponte Preta, no dia 27 de fevereiro. O problema a princípio o tiraria somente de uma semana de treinamentos, mas a perda no condicionamento acarreta ao menos mais alguns dias de trabalho antes de conseguir atuar.

Dessa forma, o mais provável é que Patón mantenha Carlinhos na posição, formando uma espécie de parceria com Mena pelo lado esquerdo. A ideia é que o Tricolor tenha bastante vigor físico para marcar os argentinos a todo momento, aguentar uma possível pressão e, com o desenrolar do jogo, buscar o gol nos contra-ataques.

Por isso, o comandante deu apenas um treino leve para quem foi titular na derrota por 3 a 1 contra o São Bernardo. Os jogadores apenas realizaram um alongamento em um dos campos do local e depois realizaram uma corrida pelos campos que durou cerca de meia hora, indo diretamente para os vestiários na sequência.

Outros desfalques da equipe, o zagueiro Breno e o atacante João Paulo estão descartados dos 18 nomes que vão viajar. O zagueiro Maicon, ausente no final de semana, tem tudo para ser uma das mudanças na equipe, principalmente pela características de força física. O time que vai jogar, porém, só poderá ser conhecido na terça, quando Bauza montará seus 11 eleitos.

Pontaria torta

Enquanto isso, os reservas realizaram um trabalho de chute a gol que deve ter deixado Bauza bastante temeroso quanto às chances de marcar na Argentina. O treino, que pedia toque de bola e movimentação em superioridade pelos lados do campo antes de um cruzamento para a área, terminou zerado na primeira parte, com mais de 20 minutos de tentativas frustradas.

Primeiro, um trio formado por um lateral, um meia e um atacante, auxiliados por um volante, tinham de vencer a marcação de dois adversários e sair de um retângulo desenhado próximo à linha da grande área. Passada essa parte, um cruzamento era efetuado para a área, onde dois atacantes disputavam com dois zagueiros e o volante, que havia ajudado na lateral, era opção chegando de trás.

Com diversos chutes por cima do gol e erros no passe, no entanto, os são-paulinos não conseguiram vazar os goleiros. Os primeiros gols só saíram quando a atividade mudou e só o ataque foi deixado em campo. Sem marcação, os atletas ainda tiveram certa dificuldade, mas conseguiram ao menos balançar a rede. Éder Militão, primeiro a marcar, recebeu até um cumprimento efusivo do auxiliar José Di Léo após o feito.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

3 comentários em “Michel deve voltar na terça, mas ida à Argentina está quase descartada

  1. É Michel o que aconteceu com vc, tinha e tem tudo para arrebentar no sao paulo, mas nao sei o que acontece, acho que vc tem que abrir o jogo o que esta acontecendo com seu futebol que sumiu.

  2. vergonha na cara para todos que fazem o soberano hoje , vamos respeita a historia desse time nao que jogar nao quer treinar e nao quer dirigir vá embora o soberano é maior que você

    pra sempre soberano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*