Mesmo com aval de Bauza, Centurión não rende e perde posição na equipe

Foram sete jogos, atuações ruins e muitas críticas vindas da torcida do São Paulo. O técnico Edgardo Bauza tentou de tudo, mas Centurión não deu a resposta esperada e acabou perdendo a posição na equipe que, neste sábado, enfrentará a Ponte Preta, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, a partir das 19h30. O atacante argentino ficará no banco de reservas.

Depois de terminar a temporada passada em baixa, Centurión ganhou novo ânimo no Tricolor com a chegada do técnico conterrâneo, que já o conhecia da época em que o jogador defendeu as cores do Racing. Tanto que, para surpresa de muitos, ele apareceu como titular desde o primeiro trabalho tático realizado no CT da Barra Funda.

Mesmo com toda a moral dada pelo chefe, Centurión não rendeu o desejado. E logo as vaias da torcida apareceram. Os são-paulinos pedem sempre que ele deixe o campo para que Rogério possa ser utilizado.

Durante sete jogos, Bauza manteve o discurso de apoio e seguiu escalando Centurión. Mas como o atacante continuou jogando mal, a paciência acabou. Na quarta-feira, diante do Novorizontino, o atleta ficou fora do banco de reservas por causa de uma infecção na perna direita. Mas, no treino que antecedeu o jogo deste sábado, o camisa 20 trabalhou entre os suplentes – Wesley ganhou a vaga entre os titulares.

Com isso, uma das contratações mais caras da história do clube volta a ficar em xeque. Centurión chegou no começo do ano passado e custou R$ 14 milhões, valor que foi emprestado ao São Paulo pelo empresário e hoje diretor de marketing do clube Vinícius Pinotti. Pelo acordo feito com o clube do Morumbi, ele começará a receber o dinheiro de volta a partir de janeiro do ano que vem.

No total, Centurión tem 52 partidas disputadas pelo São Paulo e seis gols marcados. No ano passado, o atleta teve muitos problemas de adaptação e ainda sofreu com a doença de sua noiva, Melody Parisi, que hoje está recuperada.

Resta saber como o gringo vai reagir agora que perdeu a vaga cativa que tinha na equipe que ainda tenta se acertar na temporada. O São Paulo faz campanha razoável no Campeonato Paulista e iniciou a Taça Libertadores da América com uma surpreendente derrota para o The Strongest, no Pacaembu. Centurión tem contrato com o clube até fevereiro de 2017, com renovação automática por mais duas temporadas.

Fonte: Globo Esporte

Um comentário em “Mesmo com aval de Bauza, Centurión não rende e perde posição na equipe

  1. Nada contra o rapaz, e torço para que reencontre seu futebol, pois lembro que quem investiu nele foi um empresário e torcedor do tricolor. Mas com essa bolinha não tem condição nem de ficar no banco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*