Massa diz que, assim como Schumacher, Ceni vai sentir a aposentadoria

A despedida de Rogério Ceni já tem data marcada: 22 de fevereiro de 2015, um domingo, no meio da disputa do Campeonato Paulista. Mas o último jogo oficial dele, se tudo correr como o esperado, deve ser dia 10 de dezembro, na final da Sul-Americana. Já saber a data do fim da carreira, porém, não pode preparar o goleiro do São Paulo para o adeus aos gramados. Essa é a visão de Felipe Massa.

Em entrevista ao Bem, Amigos!, do Sportv, o piloto da Williams lembrou do tempo que correu ao lado de Michael Schumacher para comentar a aposentadoria de Ceni. Massa relatou a dificuldade que o alemão teve após parar de correr por ser muito novo.

“O Schumacher parou a primeira vez porque ele já estava cansado do trabalho, não de guiar, do resto do trabalho. Mas ele não aguentou ficar em casa e voltou. Na segunda passagem dele, foi difícil para ele parar. Para mim, ele fez uma carreira perfeita e quando ele parou ele sentiu muito e acho que o Ceni também vai sentir. Por que você é novo, o atleta para muito novo”, disse ele.

E parece que o goleiro são-paulino já está começando a sentir. Também no Bem, Amigos!, o volante Souza, do São Paulo, falou sobre a liderança de Ceni e como ele motiva os jogadores. “Na Sul-Americana, ele falou que poderia ser o último jogo dele. E a gente sentiu isso. Depois do jogo pensamos: ainda bem que a gente passou”, comentou o jogador, sobre a palestra do goleiro antes da partida de quartas-de-final do torneio.  “Ele é um cara que vai fazer muita falta, que motiva muito o time”, completou.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*