Mais maduro, Rodrigo Caio revê Corinthians e Sheik da estreia

Rodrigo Caio ainda tinha 17 anos quando fez seu primeiro jogo pelo São Paulo, no dia 26 de junho de 2011. A estreia veio como titular, contra o Corinthians, e passou longe do que qualquer jovem sonha: derrota por 5 a 0 no Pacaembu e dois dribles por entre as pernas tomados dos pés de Emerson. Neste domingo em alta, o garoto que se diz mais maduro, quase dois anos depois, reencontra Corinthians e Sheik.

Com 19 anos, Rodrigo Caio vive seu melhor momento no São Paulo. Volante de origem, virou solução na lateral direita após lesão cirurgia de Paulo Miranda – já recuperado e relacionado para este domingo – e foi titular nos últimos cinco jogos, com boas atuações e muitos elogios de Ney Franco. A vaga na lateral também facilitará o confronto direto com Emerson Sheik, ponta esquerda no time do técnico Tite. Rodrigo, no entanto, dá os argumentos para prever situação bem diferente daqueles 5 a 0 de 2011.

– Foi minha estreia, tinha 17 anos, e era muito jovem, muito inexperiente. Hoje estou com outra cabeça, outro pensamento, em uma posição diferente, e acho que tudo depende de mim. Acho que tenho que entrar em campo e mostrar que tenho condição. É meu pensamento, é uma rivalidade muito grande e tenho que estar preparado para encarar tudo isso – afirmou, aoL!Net.

O jovem volante já se diz lateral, e conta que está vivendo um sonho. Nascido em Dracena, no interior do estado, ele chegou ao São Paulo aos 11 anos e já acumula 36 partidas como profissional. Rodrigo conta que cada jogo e cada conversa com os atletas mais experientes do elenco proporcionaram o amadurecimento necessário para mudar o cenário no clássico na tarde deste domingo.

Os clássicos e a marcação em grandes jogadores também não são novidades para Rodrigo. No Paulistão do ano passado, jogou na lateral na vitória por 3 a 2 sobre o Santos, e lidou muito bem com a tarefa de marcar Neymar antes de sair expulso, no segundo tempo. Sheik, a fim de retomar seu status de inquestionável no Corinthians, poderá tentar novamente o que conseguiu em 2011, no Pacaembu.

Rodrigo Caio: ‘Para mim, tudo isso é um sonho, desde moleque’

L!Net: Você vive a melhor fase desde que chegou ao profissional. Como vê esse momento na sua vida?
Rodrigo Caio: Primeiramente, acho que para mim é tudo um sonho. Desde moleque sonho com isso, desejo de jogar no profissional, e está se realizando. Estou procurando aproveitar o máximo possível, para me firmar e conseguir essa vaga de titular.

L!Net: Da sua estreia, em junho de 2011, até aqui, em que pontos considera que evoluiu como jogador?
RC: No geral, em tudo. Quem sobe para o profissional aprende muita coisa, convive com certos jogadores e aprende muito. E isso para mim foi muito importante, tive muitas oportunidade, já joguei bastante, e a cada jogo fui aprendendo muita coisa. Nesse ano vim com o foco de conseguir a titularidade. Sabia que era meu momento, independente da posição. Queria jogar e dar um rumo na minha vida. Saí da Copa com um só objetivo: chegar, ganhar uma posição e virar titular.

L!Net: Quem, no elenco, mais te ajudou nesse amadurecimento que te proporcionou viver essa atual fase?
RC: Entre os moleques, a gente se ajuda, um dá força para o outro. Quando a gente é garoto é difícil. A gente vê que é muito difícil estar em um clube grande e jogar. Mas tenho muita intimidade com todos os jogadores. Paulo Miranda, Maicon, Fabrício, todos dão todo o apoio para que a gente entre dentro de campo e possa mostrar nosso futebol.
Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*