Maior ladrão de bolas do Brasileiro, Alison tenta frear astros do São Paulo

Marcar Kaká não é das missões mais fáceis. Anular Ganso, Alan Kardec e Alexandre Pato, tampouco. Fazer tudo isso em um clássico, fora de casa, então, é para botar medo em qualquer defensor. Porém, o volante Alison, do Santos, tem números que o credenciam para isso no clássico contra o São Paulo, neste domingo, no Morumbi.

O cão de guarda alvinegro é o jogador que mais desarma no Campeonato Brasileiro, com média de 6,2 bolas roubadas por partida.

Apesar de ainda ser jovem, o volante de 21 anos mostra ter consciência do que vem pela frente.

– Em todo jogo a gente tem que ter muita atenção, mas em clássico temos que dobrar a atenção, pois é decidido em detalhe e quando a gente se prepara, dobramos a atenção para entrar ainda mais ligados – disse o camisa 29, ao LANCE!Net.

Alison é daqueles jogadores discretos, carregadores de piano, mas foi protagonista nos dois clássicos do Santos nesse Brasileirão. Primeiro positivamente, quando teve boa atuação e marcou um gol contra o Palmeiras. Depois, foi vilão contra o Corinthians, sendo expulso ainda no primeiro tempo – o que já havia acontecido contra o São Paulo, no segundo turno do Nacional do ano passado, na Vila, quando o Peixe venceu por 3 a 0.

O episódio no último clássico, contra o Corinthians, é tratado como página virada por ele, que pediu para não comentar sobre o assunto na a entrevista ao LANCE!Net. O foco é outro: as estrelas são-paulinas.

– A gente sabe que eles são excelentes. Nós conhecemos bem o Ganso, e o Kaká e o Kardec são muito bons também. Penso no que tem que fazer, tento me preparar psicologicamente – conta o volante.

Cabeça fria, pés e sangues quentes. É isso que os santistas esperam do “pitbull” no clássico de hoje!

Bate-bola com Alison, volante do Santos, ao LANCE!Net:

Você acredita que clássico marca mais o jogador com a torcida?
É sempre mais esperado por nós jogadores e pela torcida. Como a gente se prepara melhor, a torcida também faz igual, então nós ficamos marcados. A gente sempre entra muito ligado, a atuação de todos e o comprometimento são decisivos.

A atenção vai ficar mais voltada à defesa santista por causa das estrelas do São Paulo no ataque?
Pode ser que sim, mas o nosso ataque é muito rápido, que causa problemas para o adversário, acho que as atenções podem ser divididas com o nosso ataque também.

Já sabe quem você vai marcar?
Vou marcar quem cair no meu lado, se cair o Ganso eu pego, ou se for o Kaká, até o Pato pode sobrar para mim, mas vou marcar quem estiver mais perto.

Se depender de você, pode-se dizer que a marcação está segura?
Vou dar meu o melhor, vou me esforçar ao máximo dentro de campo e ir até limite para o Santos vencer esse clássico!  Vai ser importante.

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*