Maicon nega despedida na Bolívia e fala em ficar mesmo sem Libertadores

O argentino Jonathan Calleri chegou a dizer no domingo que o duelo contra o Strongest, pela Libertadores, na Bolívia, pode ser um de seus últimos com a camisa do São Paulo, já que seu contrato vai até o dia 30 de junho. Dono de situação contratual semelhante, o zagueiro Maicon, emprestado pelo Porto, negou estar de saída caso o clube não se classifique no torneio continental. Além disso, mostrou-se incomodado por ter de tocar nesse assunto.

“O momento não é para pensar nisso. Penso em fazer o maior número de jogos em que o professor optar por mim. Nenhum momento pensei que meu contrato estaria terminando, só quero jogar e ser feliz”, disse o defensor, sem querer responder pelo argentino. “Sobre o Calleri tem que perguntar para ele. Ele é mais tímido, calado, mas é o artilheiro da competição, se conseguir mantê-lo será uma grande valia”, apontou.

De acordo com o atleta, a ideia é buscar uma extensão do contrato por meio de conversas com os portugueses. Após deixar a Europa devido a alguns problemas pessoais e de desempenho técnico, ele acredita que o Tricolor pode ser o melhor caminho para recuperar seu futebol.

“Não só a torcida do São Paulo quer, mas eu e meus familiares, pessoal do clube, diretores. Esse jogo da Bolívia não vai ser uma das últimas. Ainda tem pelo menos 12 jogos do brasileiro no contrato, pretendo cumprir e depois renovar. Espero que essa novela termine e que eu possa continuar no São Paulo”, assegurou, explicando sua predileção pelo time do Morumbi.

“Me identifiquei bastante com o clube, me receberam bem. Quando você faz o sue papel bem você é bem recebido. Sou um jogador que dou sangue em campo, levo cada treino como se fosse jogo e casa jogo como um treino. Tive uma lesão no Porto e joguei muito tempo 70/80% fisicamente. Agora, cada dia que entro no CT e no estádio, posso dar 100% fisicamente. Quero continuar no São Paulo, na Libertadores. Quero muito”, encerrou.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

2 comentários em “Maicon nega despedida na Bolívia e fala em ficar mesmo sem Libertadores

  1. este é um jogo diferente contra as bolivianas, ele é muito mais alem do que um jogo de libertadores ele vale honra .

    tem um vídeo que as bolivianas fizeram que precisa se dada a resposta .

    agora é hora de vergonha na cara e partir pra cima das bolivianas com tudo ,por isso se vocês jogadores perderem vocês nao tem vocês nao tem amor próprio ,nao tem dignidade de homem

    ganha ganha de todo jeito e entre em campo pra quebra com vontade de tigre e mostra quem é o soberano a essas bolivianas do video

    pra sempre soberano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*