Lugano critica arbitragem de clássico: ‘Parece que não há limites’

Após o empate por 0 a 0 entre São Paulo e Corinthians pelo jogo de ida da final do Campeonato Paulista, neste domingo, no Morumbi,  o ex-jogador e atua diretor institucional do Tricolor, Diego Lugano, fez duras críticas à arbitragem da partida. Pelas redes sociais, ele criticou as decisões do árbitro, Luiz Flavio de Oliveira, e dos árbitros de vídeo. Para ele “não há limites” em uma suposta vontade de prejudicar o clube.

– Uma não expulsão no início do jogo. Uma mão que não foi vista na área adversária. Uma tentativa de encontrar um pênalti pelo VAR aos 50 do segundo tempo. Isto tudo diante de 60 mil São-Paulinos. Parece que não há limites. Sorte que nossa gana de ser campeão também é ilimitada – escreveu Lugano.

Lugano também publicou um vídeo em câmera lenta do lance em que a bola chutada por Everton Felipe bateu no braço de Ralf dentro da área, no primeiro tempo. O árbitro de campo, Luiz Flávio de Oliveira, foi informado pelos assistentes de vídeo que não era necessária revisão do lance. No final da partida, já nos acréscimos, o VAR voltou a entrar em ação e demorou cerca de quatro minutos para decidir que não houve pênalti de Hudson em Henrique, por um puxão de camisa dentro.

O duelo de volta pelo título paulista será no próximo domingo, às 16h, na Arena Corinthians, em Itaquera, com torcida única dos donos da casa. Um novo empate, por qualquer placar, leva a decisão para os pênaltis.

 

 

2 comentários em “Lugano critica arbitragem de clássico: ‘Parece que não há limites’

  1. Infelizmente faz muitos anos que o São Paulo não tem mais respeito por parte da cbf, fpf, e etc, esse árbitro é um mal caráter, se fizeram isso no Morumbi imaginem no galinheiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.