Juvenal: Lucas quis ficar até dezembro e tem porta aberta para volta

O anúncio da venda de Lucas por 43 milhões de euros (R$ 108,3 milhões) ao Paris Saint-Germain, a maior negociação da história do futebol brasileiro, foi feito pessoalmente no CT da Barra Funda pelo vice-presidente de futebol do São Paulo, João Paulo de Jesus Lopes, e o diretor de futebol Adalberto Baptista. Mas o presidente Juvenal Juvêncio se manifestou através de carta no site oficial do clube.

No longo relato que dá detalhes como o valor exato da transação, o dirigente avisa que o Tricolor está à disposição para o seu retorno, apesar de o jogador ainda nem ter completado 20 anos e ter contrato assinado com o PSG até julho de 2017. O mandatário diz ainda que fez de tudo, e contou com a ajuda do atleta, para conseguir sua permanência até dezembro, atuando protegido por um seguro.

“Empenhei-me pessoalmente para conseguir a permanência de Lucas no São Paulo nesse período e, tão importante quanto isso, foi a vontade que o próprio jogador demonstrou em seguir no São Paulo durante a presente temporada, enfatizando, diversas vezes, seu interesse especial em ficar para ‘ganhar títulos’ pelo clube que o revelou, ou, no mínimo ‘classificar o São Paulo para a Libertadores’”, afirmou Juvenal.

Lucas foi vendido dois anos após ter sido promovido à equipe profissional, ainda como Marcelinho, apelido que tinha por sua semelhança física e ter atuado em uma escolinha de futebol do ídolo do Corinthians. Marcelinho virou Lucas em 2010 por imposição da diretoria quando se firmou na equipe. E encantou Juvenal Juvêncio desde então, mesmo sem ter chegado a nenhum título ou alguma final de campeonato.

“As portas do clube estarão sempre abertas para o seu retorno no futuro”, declarou o presidente. “Nos sete anos em que Lucas permaneceu no São Paulo, pudemos acompanhar de perto e com enorme satisfação seu desenvolvimento notável em todos os aspectos, especialmente sob o ponto de vista do seu irrepreensível comportamento como cidadão, além de se notabilizar com um notável atleta de futebol.”

O dirigente assegura que o meia-atacante, reserva da Seleção Brasileira que está na final das Olimpíadas de Londres, terá sucesso na França. Assim pensa o PSG, que publicou em seu site oficial que “ao assinar com um jovem talento da qualidade de Lucas já está se preparando para o futuro”.

“O São Paulo deseja que Lucas tenha o mais retumbante sucesso nessa nova etapa de sua carreira que se iniciará em 2013. Mais do que isso, confia plenamente que esse sucesso se dará, uma vez que o atleta está absolutamente pronto para que isso aconteça, até para que seu êxito no futebol europeu seja mais um fato a ratificar o já reconhecido padrão de excelência do trabalho do São Paulo na formação de jogadores de futebol”, gabou-se Juvenal.

“Reafirmando nossa confiança no trabalho realizado, cujos resultados já aparecem de forma inequívoca, o São Paulo tem a mais absoluta convicção de que o CFA Presidente Laudo Natel em Cotia seguirá revelando muitos e muitos outros jogadores de futebol que ali já estão sendo preparados para vestir a gloriosa camisa do Tricolor paulista e brilhar no futebol brasileiro e mundial”, concluiu o presidente.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*