Juvenal diz que Aidar é um péssimo presidente do São Paulo

Demitido do cargo de diretor de futebol da base do São Paulo, Juvenal Juvêncio declarou que irá se “arrepender até a morte” por ter apoiado a candidatura do atual presidente do clube, Carlos Miguel Aidar, autor da demissão. De quebra, o ex-presidente classificou o sucessor de um péssimo dirigente e o acusou de estar mentindo quanto à falta de dinheiro no caixa do clube.

– Eu estou arrependido até a morte. Eu falei para ele hoje na reunião: “Você é um mal presidente, um péssimo presidente”. Ele fica atrás de fofoca. Falei que ele tinha que administrar direito o clube ou ia quebrar. O São Paulo é muito grande. Nós deixamos o time montado, ele comprou o Kardec depois de três dias que eu saí. Não tem dinheiro em caixa? Foi com o dinheiro que eu deixei. Ele disse que pediu empréstimo lá fora. É mentira! Ele pegou o dinheiro que eu deixei e esconde de vocês da imprensa, dizendo que pegou empréstimo – disse Juvenal ao programa Fox Sports Rádio.

Juvenal, que saiu da presidência há cinco meses, declarou ter ficado sem dar entrevistas para ver se Aidar “crescia um pouco”. Segundo ele, sua imagem ofusca a do atual mandatário. Além disso, ele revelou que na reunião desta tarde, quando sua demissão foi decretada, Aidar o xingou de “tudo quanto é nome”.

– Hoje faz cinco meses que eu deixei, só hoje que eu falei com o Estado, estou falando com vocês, fiz isso para ver se ele crescia um pouco a imagem dele. Sabe o que ele me falou hoje, às 15h? Falou que não dava para continuar. Eu falei que não dava mesmo. Falei coisas que não dá para falar aqui e ele me xingou de tudo quanto é nome – completou.

Fonte: Lance

Um comentário em “Juvenal diz que Aidar é um péssimo presidente do São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.