Ídolo do São Paulo e da seleção uruguaia, Pedro Rocha segue internado em SP

O ex-jogador Pedro Rocha, de 70 anos, está internado na Santa Casa, em São Paulo, há 20 dias. O quadro clínico do uruguaio é considerado estável, embora seja grave e irreversível. Pedro Rocha sofre há cinco anos com uma doença degenerativa chamada atrofia do mesencéfalo, que afeta o movimento e a fala.

“A doença vem se agravando nos últimos anos”, diz Gonçalo Raul Rocha Cuesta, de 39 anos, filho do ex-jogador. “Ele está consciente, mas não consegue falar. Não enxerga mais, não consegue mexer mais nada do corpo. No hospital, ele tem mais cuidado e tranquilidade. Infelizmente, não há mais muito o que fazer.”

Na manhã deste sábado, 16, a imprensa uruguaia noticiou, de forma errada, que Pedro Rocha havia morrido. O site do jornal El Pais corrigiu a informação mais tarde, após conversar com a família de Pedro Rocha. A ESPN chegou a repassar a informação durante uma transmissão ao vivo.

Segundo texto publicado pelo periódico, o site do Peñarol, clube uruguaio que Pedro Rocha também defendeu, e a da AUF (Associação Uruguaia de Futebol) também reproduziram o boato. No meio da tarde, já não havia nenhuma referência à notícia nos sites das duas instituições.

Antes que a notícia fosse corrigida, ela já havia chegado nas redes sociais. Ao longo do dia, dezenas de internautas comentaram o assunto. “A gente agradece o carinho dos fãs. Sei que muita gente se preocupa com meu pai, que continua internado, embora sua situação seja irreversível”, diz Gonçalo.

No hospital, Pedro Rocha recebe a visita diária da mulher, Mabel, com que é casado há 49 anos, e dos filhos. “Nesse momento ele está muito debilitado. Acho que não é assim que as pessoas querem se lembrar dele, mas, sim, como o grande ídolo que foi”, afirma Gonçalo.

A carreira de Pedro Rocha foi marcada por títulos. Pelo Peñarol, ganhou três Libertadores, além do Mundial Interclubes de 1966. Atuando no São Paulo, o uruguaio conquistou dois Campeonatos Paulistas e o Campeonato Brasileiro de 1977. Também jogou pelo Coritiba.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*