Golpe de vista: Ceni erra cálculo e Cesinha faz golaço para o Bragantino

O Bragantino venceu o São Paulo por 2 a 0 na tarde deste domingo, na primeira rodada do Paulistão, e viu o time do técnico Muricy Ramalho jogar mal e não oferecer tanto perigo. O segundo gol do jogo, marcado pelo atacante Cesinha, saiu a partir de um belo e preciso chute de fora da área, que pegou o goleiro Rogério Ceni de surpresa e não foi evitado. No lance, Ceni não ameaçou impedir que a bola balançasse as redes.

Após a partida, o técnico Muricy Ramalho parabenizou Cesinha pelo gol e não citou ressalvas ao posicionamento de Rogério Ceni no lance. “Bragantino foi muito feliz nas finalizações. O cara acertar um chute daquele de fora da área… é até bonito, porque a gente não vê essas coisas”, falou Muricy Ramalho, à TV Band, minutos depois do apito final.

O primeiro gol do Bragantino na partida, na etapa inicial de jogo, aconteceu depois de falah da zaga são-paulina. Antonio Carlos perdeu o alvo que deveria marcar, tentou ocupar espaço às costas de Reinaldo, forçou que Denilson se deslocasse para área errada no campo e permitiu toda a abertura para o adversário jogar. O Bragantino cruzou bola rasteira na área, Rogério Ceni saiu mal do gol e não encontrou nada. Léo Jaime, então, aproveitou para balançar as redes.

Depois da partida, Rogério Ceni reconheceu superioridade do Bragantino: “Bragantino teve um projeto de jogo. Eles se defendem muito bem e jogam no contra-ataque. Eles se defenderam melhor e contrataram com mais eficiência. Deixaram a gente jogar pelo lado. Nós nos sobrepusemos a eles, eles contra-atacaram com mais eficiência. Sempre precisa fazer coisas para melhor”, disse o goleiro.

 

Fonte: UOl

3 comentários em “Golpe de vista: Ceni erra cálculo e Cesinha faz golaço para o Bragantino

  1. Nao acho que pegaria mesmo embaixo do gol,
    Agora que defensores esses que viram as costas
    e nem tentam barrar o chute do atacante.
    Ta feia a coisa com essa dupla de volantes e maicon
    sonolento contando ate vinte pra passar a bola.
    Tudo previsivel.

  2. Sempre defendi o M1to…mas, estou chegando a conclusão que, para o próprio bem dele, a renovação de contrato foi um erro! O fim da carreira dele não merecia essas falhas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*