Ex-auxiliar inglês de Ceni vê astros do São Paulo sem energia e lentos

O inglês Michael Beale, trazido por Rogério Ceni para ser auxiliar no São Paulo e que pediu demissão antes mesmo da saída do técnico, usou seu Twitter para fazer críticas ao time após a derrota por 2 a 1 para o Bahia, que fez a equipe terminar o primeiro turno do Campeonato Brasileiro na zona de rebaixamento. Mas, minutos depois, apagou as mensagens.

Beale se direcionou especificamente a Pratto, Cueva, Hernanes, Jucilei e Petros. Pouco depois do término da partida na Fonte Nova, o inglês apontou que falta energia e velocidade aos principais jogadores da equipe de Dorival Júnior.

– Pratto, Cueva, Hernanes, Jucilei, Petros, jogadores alto nível, mas sem velocidade e energia. Dorival precisa de mais tempo e paciência – escreveu Michael Beale.

Na sequência, o ex-auxiliar demonstrou confiança em Dorival Júnior, substituto de Rogério Ceni. Mas ressaltou que o técnico pode cometer erros e fez reprovações à diretoria, indicando que reforços podem estar “confundindo” a equipe.

– Dorival um ótimo técnico. Mas, com muitos anos experiência ou apenas um ano, é difícil. O técnico é apenas humano. O grupo está sem balanço. O SPFC terminará o ano em uma boa posição. Isso é importante. Mas você deve comprar para melhorar a equipe e não confundir.

Michael Beale foi a primeira mudança em uma reformulação na comissão técnica. Pediu para deixar o clube em 30 de junho e, três dias depois, Ceni foi demitido. Nos dias seguintes, saíram também o auxiliar francês Charles Hembert, o preparador físico José Mario Campeiz, o preparador de goleiros Haroldo Lamounier e até o ex-volante Pintado, que era auxiliar contratado pela diretoria. Chegaram com Dorival Júnior os auxiliares Lucas Silvestre (seu filho), o analista de desempenho Léo Porto, o preparador físico Celso Rezende e o preparador de goleiros Marquinhos Trocourt. Na última terça-feira, começou a trabalhar no clube ainda o coordenador científico Altamiro Bottino.

 

Fonte: Lance

11 comentários em “Ex-auxiliar inglês de Ceni vê astros do São Paulo sem energia e lentos

  1. TÁ NA CARA,O QUE SEMPRE FALEI……MICHAEL BEALE,PASSOU POR ESCRITO PARA A “DIRETORIA”,FALTA VELOCIDADE E ENERGIA PARA A EQUIPE.CONCLUSÃO,TEM MUITA BARRIGA SOBRANDO E GORDURA PARA QUEIMAR,NA GÍRIA SE DIZ “O PASTO TÁ BOM”.E O BIORRÍTIMO,ESTÁ NAS NUVENS,SERÁ QUE CONHECEM.PRIMEIRO TEMPO ENTRA OS PREFERIDOS DO LORIVAL,LEVAM UMA LAMBADA NAS COSTELAS,E AÍ COM A CORDA NO PESCOÇO,SEGUNDO TEMPO LANÇA AS “GAROTADAS” NUMA TREMENDA FOGUEIRA,MESMO ASSIM A EQUIPE CONSEGUE LEVANTAR UM POUCO DE POEIRA,ATÉ QUANDO VAMOS CONVIVER COM ESTA DEFAZAGEM,ESTAMOS DE LUTO,PRIMEIRO TURNO COROADO NA ZONA DO REBAIXAMENTO.MUITA FALTA DA APITIDÃO,PALMAS….

  2. Para alguns jogadores, falta coragem, intensidade e vontade – tipo Cueva.
    Para outros, como Prato, Marcinho, Petrus, Rodrigo, Arboleda, falta cabeça tranquila para fazer seus trabalhos ( o Marcinho tem medo de arriscar; o Prato quer decidir tudo sozinho; Rodrigo e Arboleda querem resolver lá na frente deixando a zaga vulnerável). O Jucilei já esteve bem melhor e está sendo tragado pela situação do time. Cabe ao treinador e diretor de futebol mostrarem isto aos atletas; fazer um pacto entre todos para corrigir tudo isto e deixar os jogadores mostrarem se têm condições de superar o momento ruim. Aqueles que em um ou dois jogos não se mostrarem capazes, a fila anda: banco para eles…

  3. Ta certinho,diretoria tras um monte de nego lento e depois quet velocidade como,cade o jogador de lado decente,cade o camisa 5 marcador decente,cade o zagueiro bom de verdade ,assim fica dificil evoluir nao é mesmo.

  4. O Beale está certo.

    No SPFC é assim, a diretoria vê a oportunidade de contratar jogador, geralmente bom, e depois apenas pergunta pro atual técnico se aceita ou não esse atleta, daí depois troca de técnico.

    Então na prática quem monta o time é a diretoria que não entende de futebol. E o pobre treinador que assume tem que trabalhar com o que tem, jogadores ratificados por vários treinadores com perfis diferentes.

    Por isso que ano após ano o sp contrata muitos e bons jogadores, tem a folha salarial que tem, mas o time não dá liga.

    Pra voltar a ser competitivo, tem que deixar um treinador uns 3 anos e em cima do que ele quer, fazer as contratações.

  5. E nao sei aonde que esse Ingles viu que esse time tem astro, tem alguns jogadores medianos, pq se fosse astros, craques teriam resolvidos muitos jogos a nosso favor.

  6. Esse abandonou o barco antes de afundar, nao foi bobo, e viu que tem muita coisa podre nesse time.
    E nenhum treinador vai dar jeito se os proprios jogadores nao tiverem vergonha na cara, honrar esse camisa, honrar o alto salarios que ganham.

  7. Dante Aligheri, se vivo, usaria o tricolor como modelo para o seu “Inferno”. Nada funciona da Instituição SPFC. Na atual conjuntura o que sinto é vergonha. Vergonha de dizer que sou torcedor, que sou associado e proprietário de cadeira cativa. Nada funciona nessa instituição.

  8. O que dizer de um time em que o famoso diretor de prédio, Rodrigo Gaspar, que diga-se de passagem bem formação profissional tem, é diretor remunerado…

  9. Tem que treinar em 2 períodos até ganharem jogos. Pau nesses jogadores come-dormes Diretoria ruim/time ruim!!!!!!! Fora filhotes do JJ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*