Em disputa com Centurión, Rogério tenta ganhar titularidade com gols

Das 11 posições que Bauza tem praticamente definidas desde que chegou ao clube, a que certamente está mais aberta é a de meia-atacante pela direita, atualmente ocupada pelo argentino Centurión. Sem conseguir encontrar seu melhor futebol, o jogador vem sendo criticado pela torcida e, para complicar, viu Rogério entrar bem na quarta-feira e assegurar a classificação para a fase de grupos da Libertadores. De fala mansa e tímido para entrevistas, o ainda reserva e agora xodó da torcida quer vencer a disputa com o argentino marcando cada vez mais gols.

“Essa função fica mais para o Kardec, o Calleri. Tem o Kieza também. Mas sempre que eu puder vou fazer os meus golzinhos e colocar essa dúvida na cabeça do treinador”, disse o avante,  considerado um pouco deficiente na recomposição defensiva, de acordo com a avaliação da comissão técnica.

Neste domingo, ele terá mais uma chance de iniciar um jogo no embate contra o Corinthians, no estádio de Itaquera. Lá, vai tentar apagar a imagem deixada no ano passado, quando era um dos integrantes da equipe que levou 6 a 1 do rival.

Ainda novato na época do duelo, Rogério já recebia o carinho da torcida por entrar bem nos jogos do Brasileiro. Sua participação no Majestoso, no entanto, assim como de todo o resto do time, deixou muito a desejar. “Naquele dia nada deu certo. O time acabou se perdendo. Mas estamos em um novo ano, temporada nova. Vamos tentar fazer um bom jogo lá e, quem sabe, fazer mais um gol”, continuou.

Mesmo com a incerteza sobre titularidade independentemente do seu desempenho no domingo, o “Neymar do Nordeste” assegura que nada diminui a sua vontade nos treinamentos. Um exemplo disso foi na partida contra os peruanos, na qual nem ficaria no banco de reservas. Pela manhã, porém, foi avisado que Kardec seria cortado e ele ganharia uma vaga no banco de reservas.

“Fiquei feliz de poder jogar, realmente não esperava. Procurei trabalhar bastante nos últimos dias, independentemente da escalação da equipe, para saber aproveitar a oportunidade sempre que ela aparecer. Consegui agarrar a chance de marcar aquele gol. Espero continuar aproveitando”, encerrou.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*