Em “casa”, Lucas tem boas recordações do Pacaembu

Essa história começou no dia 25 de janeiro de 2010. A partir desta data, Lucas e Pacaembu teriam suas histórias cruzadas pelo destino. Na noite desta quarta-feira, pelas quartas de final da Copa Sul-Americana, eles se reencontrarão na partida do São Paulo contra a Universidad de Chile.

Ainda considerado uma grande promessa do clube, Lucas foi o camisa 10 do São Paulo na conquista da Copinha de 2010. Na grande final no Pacaembu, o título veio após disputa por pênaltis. Já no profissional, o meia-atacante marcou o primeiro gol em clássicos justamente no estádio.

Na vitória sobre o Palmeiras por 2 a 0 pelo Campeonato Brasileiro daquele ano, Lucas fez um dos gols da equipe. Além disso, fez a jogada que culminou no gol de Fernandão. Na época, Lucas, apelidado de Marcelinho nas categorias de base, acabara de mudar de nome, o seu verdadeiro.

“É um lugar onde tenho ótimas lembranças. Um estádio muito bacana e legal de jogar. Espero manter essa boa escrita e conseguir a classificação para as semifinais da Sul-Americana”, ressaltou Lucas. Em 2011, pela Seleção Brasileira, o jogador participou da despedida do ex-atacante Ronaldo, também no Pacaembu.

Lucas e Pacaembu se encontraram recentemente. E, mais uma vez, o são-paulino deu show. No clássico contra o rival Corinthians, na última rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro, o camisa 7 não balançou a rede, mas foi fundamental para a vitória por 2 a 1.

O Corinthians saiu na frente com Danilo, mas Lucas fez a jogada que culminou no primeiro gol, marcado por Luis Fabiano. No segundo tempo, Fabuloso repetiu a dose, driblou o goleiro Cássio, fez um belo gol e deu números finais ao show são-paulino no Pacaembu.

Para essa partida, a torcida tricolor deverá comparecer em peso.  Até a última terça-feira, mais de 28 mil ingressos já foram vendidos. Momento importante para contar com o apoio dos torcedores. Muito identificado a eles, Lucas pede apoio em massa de cada um.

“O torcedor é muito importante, nosso 12° jogador, corremos por ele. O São Paulo tem a chance de conquistar um título esse ano, um campeonato que o clube ainda não tem. Espero que o torcedor possa comparecer e nos empurrar até o último minuto”, completou o jogador.

Além do camisa 7, Ney Franco poderá contar no ataque com Luis Fabiano, que não enfrentou os chilenos em Santiago. Com 29 gols, o camisa 9 é o artilheiro máximo da equipe em 2012. Por outro lado, a dupla não terá ao seu lado Osvaldo, que está vetado por conta de dores no adutor esquerdo.

Em seu lugar, Ney Franco já confirmou a presença de Maicon. Na lateral direita, sem Paulo Miranda, Douglas permanecerá no setor. Mesmo com a boa vantagem conquistada fora de casa, o Tricolor mantém os pés no chão e evita comemorar antes do tempo. Nesta quarta-feira, serão 90 minutos de pura adrenalina.

SÃO PAULO X UNIVERSIDAD DE CHILE

Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data/horário: 07/11/2012, às 21h50 (horário de Brasília)
Árbitro: Enrique Caceres (PAR)
Assistentes: Milciades Saldivar (PAR) e Hugo Martinez (PAR)
SÃO PAULO: Rogério Ceni; Douglas, Rafael Toloi, Rhodolfo e Cortez; Denilson, Wellington, Jadson, Maicon e Lucas; Luis Fabiano. Técnico: Ney Franco.
UNIVERSIDAD DE CHILE: J.Herrera; O.González, A.Acevedo, J.Rojas e M.Rodríguez; C.Aránguiz, S.Martinez, R.Cereceda e G.Lorenzetti; S.Ubilla e E.Gutiérrez. Técnico: Jorge Sampaoli.
Fonte: Site Oficial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*