Elogios e distância dos holofotes: é o início de trabalho de Raí no São Paulo

É hora de falar pouco e trabalhar muito. Com esse lema, a diretoria do São Paulo mergulha no planejamento de 2018 e na montagem do elenco que tentará voltar a brigar por títulos na próxima temporada. Raí foi apresentado no dia 8 de dezembro e, com 12 dias de trabalho, já conseguiu feitos significativos, como fechar a compra dos direitos de Jucilei.

O volante, que havia atuado por empréstimo durante toda a temporada 2017, custou US$ 1,4 milhão aos cofres da equipe do Morumbi e firmou um compromisso de quatro temporadas.

O trabalho de Raí tem arrancado elogios de muitos lados. Todos estão impressionados com seu conhecimento. Na última reunião do Conselho de Administração do Tricolor, ele fez uma apresentação aos presentes sobre o que havia estudado nos cursos da UEFA e o que pretendia à frente do futebol da equipe do Morumbi.

Além disso, Raí tem contado com a ajuda de algumas pessoas de sua confiança para entender e melhorar os processos existentes no CT da Barra Funda. Ele tem ótima relação com o presidente Leco, que acredita que a presença do ex-jogador vai trazer benefícios ao time.

Outros acreditam que a presença do ídolo tricolor na diretoria de futebol também poderá trazer benefícios financeiros ao clube, já que o mercado já conhece o estilo de trabalho de Raí. Isso poderia atrair possíveis novos patrocinadores. Vale lembrar que, em 2018, dois dos atuais parceiros ficarão sem vínculo: Urbano e Joli.

A chegada dele ao cargo também blindou o departamento de futebol no período mais agitado da temporada. Desde que ele foi apresentado, no último dia 8, o São Paulo passou a trabalhar em silêncio sobre reforços na expectativa de buscar nomes importantes. O próprio Raí ainda não concedeu entrevistas após a coletiva no CT da Barra Funda.

Mudanças vão acontecer, mas não como o ocorrido em 2017, quando 19 atletas foram contratados, muitos foram vendidos, e a equipe teve de refazer seu planejamento no meio da temporada, inclusive com a mudança de treinador.

E os reforços?

Diego Souza pode fechar contrato com o Tricolor (Foto: JALES VALQUER/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO)

Diego Souza pode fechar contrato com o Tricolor (Foto: JALES VALQUER/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO)

Depois de garantir Jucilei, o São Paulo mapeia o mercado e discute a contratação de outros nomes. Quem se aproxima de um acerto é Diego Souza, meia-atacante do Sport. Já existe um acordo financeiro entre o jogador e o clube do Morumbi. Falta bater o martelo com a equipe pernambucana. O otimismo é grande.

São Paulo sabe que é difícil, mas ainda sonha com Scarpa (Foto: Nelson Perez / Divulgação)

São Paulo sabe que é difícil, mas ainda sonha com Scarpa (Foto: Nelson Perez / Divulgação)

Jean ainda é uma das prioridades no São Paulo (Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia)

Jean ainda é uma das prioridades no São Paulo (Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia)

O goleiro Jean, do Bahia, é alvo para substituir Denis, que não teve seu contrato renovado. Quando Vinícius Pinotti ainda era o diretor executivo de futebol, havia um acordo costurado entre os dois clubes. Agora, a situação mudou, e Raí tenta bater o martelo com os novos dirigentes do clube baiano.

Dorival quer Gabigol para reforçar o ataque do São Paulo (Foto: Reprodução / Twitter)

Dorival quer Gabigol para reforçar o ataque do São Paulo (Foto: Reprodução / Twitter)

Fonte: Globo Esporte
Nota do PP: sei que ainda é prematuro, mas desde a indicação de Raí para ocupar a diretoria de Futebol cravei em editorial que começava a vislumbrar um 2018 muito diferente do que vivemos este ano, entendendo que Leco havia acertado em cheio no nome. O tempo dirá se eu tinha razão ou não.

2 comentários em “Elogios e distância dos holofotes: é o início de trabalho de Raí no São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*