E o Biro Biro? Jogador “some” dos treinos e partidas do São Paulo

Biro Biro, do São Paulo, tem gastrite nervosa, uma das explicações para seu “sumiço” do time. O atacante reclama do problema desde o fim de abril.

Biro Biro não aparece sequer no banco de reservas do São Paulo desde o dia 27 de março, quando o time enfrentou o Ituano pelas quartas de final do Paulistão.

Em parte por causa da gastrite nervosa e também por opção da comissão técnica, o atacante perdeu espaço. No total, Biro Biro soma 49 minutos em campo divididos em duas partidas no ano inteiro.

O atleta passou por uma bateria de exames, e os resultados foram satisfatórios. Mas Biro Biro sequer treinou no campo do CT da Barra Funda nas atividades de terça-feira e quarta-feira, por causa dessa gastrite.

A última partida de Biro Biro pelo São Paulo foi no dia 24 de fevereiro, contra o RB Brasil, na primeira fase do Paulistão. Não há indícios de que o técnico Cuca vá usar o atacante nas próximas partidas.

Biro Biro precisará, portanto, se recuperar da gastrite para voltar aos treinos no campo e depois tentar ganhar uma chance de ser relacionado.

O São Paulo contratou o jogador do Shanghai Shenxin, da China, com vínculo até dezembro de 2022. Apesar da situação, não há qualquer indício de que o clube vá rescindir seu contrato.

Veja o resumo da situação de Biro Biro no São Paulo:

  • Desde o fim de abril reclama de uma gastrite nervosa;
  • Não é relacionado desde 27 de março, em parte por causa da gastrite e também por opção da comissão técnica;
  • Jogador fez uma bateria de exames recentemente e está fazendo outra agora;
  • Apesar de os exames apresentarem resultados satisfatórios, ele não consegue treinar por causa dessa gastrite.

Fonte: Globo Esporte

6 comentários em “E o Biro Biro? Jogador “some” dos treinos e partidas do São Paulo

  1. Muito estranha a contratação dele e agora sua permanência. Certamente é melhor emprestar ou pagar multa do que seguir pagando salários para um atleta que não jogou uma partida sequer, nem vai jogar mais, agora com a ascensão se Toró e Antony e ainda o iminente retorno do Rojas.

  2. Leco e Raí deveriam pagar os salários do Biro Biro até o final do contrato, e reembolsar o clube nos valores da contratação, comissão e demais encargos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.