Dorival vê São Paulo favorito mas diz que muita coisa pode acontecer

Com a vitória sobre o Vasco neste domingo e a derrota do Flamengo para o Grêmio no sábado, o São Paulo terminou a rodada do Campeonato Brasileiro na liderança, o que não acontecia desde 2015. Com duas rodadas restantes para o final do primeiro turno, o Tricolor Paulista está um ponto à frente do Flamengo.

Em participação no programa Mesa Redonda, da TV Gazeta, o técnico Dorival Júnior, que deu lugar a Diego Aguirre no São Paulo em março, disse que vê o São Paulo como favorito ao título.

“Por que não? É um momento importante do campeonato e o São Paulo está mantendo uma regularidade com resultados importantes”, disse o treinador. “Às vezes, até no momento mais difícil, numa situação como o São Paulo vive hoje, você consegue um gol. Às vezes por merecer o resultado, às vezes por construir aquilo que já vem fazendo ao longo da competição”.

No entanto, o treinador ressaltou que ainda falta muito para o final do Campeonato Brasileiro. “É apenas uma virada de turno e muita coisa ainda pode vir a acontecer”, lembrou Dorival. “Tomara que o São Paulo sustente essa condição e mantenha esse bom momento que vem apresentando”.

Dorival Júnior foi o treinador do São Paulo antes de Diego Aguirre. Ele chegou ao clube em julho de 2017, para substituir o ídolo Rogério Ceni durante o Campeonato Brasileiro, e foi demitido em março deste ano, em meio ao Campeonato Paulista.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

10 comentários em “Dorival vê São Paulo favorito mas diz que muita coisa pode acontecer

  1. Treinador medíocre.
    O time era uma bagunça tática.
    Queria que os jogadores se moldassem ao seu esquema imbecil e não ele moldar o esquema aos jogadores que possuía.

    Falar que a culpa do nosso time ter ido mal no primeiro semestre foi do Rogério de duas uma…ou é mal intencionado ou é galinha enrustido.
    O leco fez de tudo pra minar o trabalho do rogério.
    O Hernanes salvou a gente…inclusive o petros que depois caiu mas no ano passado devemos muito a ele, jogou com dois cartões por 15 jogos!
    O cara foi um leão, fora outras situações que melhoraram e muito o time quando o Dorimediocre chegou.
    Como disse o amigo chuta que é macumba, o dorival e esse sujeito que esta camuflado de Tricolor mas com certeza é galinha.
    Não precisamos da opinião dos dois.
    Fora!

  2. Quem indicou Sidão?

    Quem pediu pra trocar Hudson por Neilton? quase perdemos o jogador este ano por uma merreca de 5 milhões de reais.

    Quem indicou Morato?

    Quem indicou Marcinho?

  3. Treinador honesto ,nos salvou ano passado da bagunça deixada pelo Rogério Ceni , infelizmente seu trabalho este ano não deu certo. Que logo esteja em outro clube.

    • Bagunça deixado pelo Rogério não… bagunça feita pelo presidente. O Rogério não foi bem, isso é fato, mas parte disso foi culpa do presidente que desmontou o time dele.

    • Treinador medíocre, não fosse o Hernanes, levaria no currículo a mancha de ter levado o Tricolor à segundona. Conseguiu brigar com o Jucilei, no caso foi o filho quem brigou e com isso, quase ferrou tudo de vez.

    • Concordo plenamente com seu comentário, Luiz Guilherme. O DJ não foi bem o tempo todo à frente do time, mas fez um grande segundo turno que nos tirou da segundona. Não é técnico para ser treinador do S.Paulo. Acho que o destino dele é ir bem na baixada santista e só. Entretanto, apesar de muitos gostarem de falar que quem livrou o time do rebaixamento foi o Hernanes, vou lembrar que uma andorinha não faz verão. O Hernanes foi fundamental mas não foi o único: o treinador teve, e muito, sua parte importante no fato!!!

  4. Feche essa sua matraca e dispensamos seus palpites técnico perdedor, se estivéssemos com voce já estaríamos pelas beiradas do “Z4″…

    • Perfeito… um ´péssimo treinador. Ideias tacanhas sobre o futebol e além disso, nepotista por excelência. Comprou a briga do filho com o Jucilei. Vai ter que agradecer a vida toda o Hernanes por não ter ficado com a marca de ser o treinador que rebaixou o Tricolor. Não vou analisar caráter, mas somente sua capacidade profissional, medida por seu currículo insignificante. Felizmente saiu… que seja feliz fora do Tricolor e nunca mais retorne…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*